Rafael Amorim, o motoboy que quer chegar à Câmara de Osasco

Destaque Política

O candidato Rafael Amorim tem 30 anos, mora na Vila Pestana em Osasco há 24 anos. Microempreendedor e motoboy, a política entrou em sua vida na escola quando participava do Grêmio Estudantil. “Vim para o caminho político, porque na política estão todas as transformações de nossa sociedade. Através da política podemos mudar nossa cidade e fundamentalmente as nossas vidas. Quero uma política séria e diferente dessa que é feita hoje”, comenta Amorim.

Em 2004 participou de sua primeira campanha como militante. Além das campanhas políticas, ele faz um trabalho de ativismo político voluntário, cobrando, apontando e buscando soluções para a cidade de Osasco. “Já participei de diversos movimentos sociais, dentre eles o MBL e o Osasco em Ação. Além de contribuir nos conselhos participativos municipais, como, Saúde e Cultura por exemplo. Minha relação com a política está aliada ao desejo de mudança na nossa cidade”.

Rafael Amorim se preparou para a campanha. “Participei de cursos preparatórios na Assembleia Legislativa do Estado, além de fazer o curso, Interlegis do Senado Federal, através, da Escola do Parlamento de Osasco. Candidato, tem que estar preparado para exercer o cargo e conhecer as regras da casa onde vai trabalhar. Conhecer a função em que vai concorrer deveria ser obrigatório. Quem dera, se tivéssemos uma prova de conhecimentos específicos sobre o cargo, talvez, teríamos menos candidatos e muito mais qualificados”.

O candidato do Democratas decidiu se candidatar a uma vaga na Câmara Municipal de Osasco por causa de uma insatisfação. “ Por uma insatisfação com a forma em que é tratada nossa política, em especial a Câmara municipal. Aliado com a vontade popular por mudanças e também por estar cansado de balançar a bandeira de outros. Para mim, temos a velha forma de política. E quero construir uma nova forma de se fazer, junto com a população, com participação efetiva. Sem corrupção ou acordos de conivência.”

Entre as bandeiras que ele quer defender se eleito na casa de leis osasquense estão: Valorização do Motoboy e de todo trabalhador. Participação Política, construir junto com a população uma nova forma de se fazer política. Juventude, criar melhores políticas públicas para nossos jovens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *