Renata quer que salários de políticos estejam ligados aos dos professores

Eleições 2018

A presidente nacional do PODEMOS, Renata Abreu, decidiu abrir sua campanha por Osasco, ela busca um segundo mandato no Congresso, entre seus projetos ela quer que ao aumentar salários de senadores e deputados, os vencimentos dos professores também sofrão reajustes


 

A candidata a deputada federal pelo Podemos Renata Abreu é osasquense de coração. “Eu cresci aqui, o meu pai foi candidato a prefeito na cidade, minha família tem empreendimentos em Osasco, quando nós fundamos o Centro de Tradições Nordestinas (CTN), tivemos a vontade de trazer um aqui para Osasco. Gostamos de valorizar as tradições de um povo. ” As vitórias de Rogério Lins para prefeito de Osasco e de Igor Soares para prefeito de Itapevi passaram pelas mãos da deputada. “É fácil você pegar alguém que tem mandato ou está lá em cima, difícil é você pegar alguém que está lá embaixo, eu acreditava desde o começo na campanha dos dois. O Rogério era um homem que sonhava, que não tinha preguiça de trabalhar e o Igor também, nós sonhamos juntos, nós construímos juntos. ”
Renata é defensora da participação da mulher na política. “É necessário, a mulher tem um olhar diferente, é uma característica dela, ela tem um olhar mais humano. Está faltando um pouco disso, está faltando coração, pacificação e união, mais mulheres na política, melhoraria a qualidade. ”

A pouca idade, mas a vasta experiência em políticas públicas, causa surpresa em quem conversa com a senhora pela primeira vez?
Você descobre alguns talentos na sua vida, eu acho que o meu foi na articulação política. Hoje a política prega o ódio, eles pregam ódio para ganhar notoriedade, eu vou na contramão disso. Não é esse o nosso papel. Temos que deixar de lado as coisas que nos dividem e agora precisamos dar as mãos e trabalhar nos que nos unem.

A senhora teve pouco mais de mil votos na eleição 2014 em Osasco, em contrapartida, candidatos que nunca indicaram uma emenda para a cidade passaram dos 30 mil votos, entre eles, Tiririca, Celso Russomano e Marco Feliciano, como combater esses “forasteiros” e conseguir a preferência do eleitorado?
Tenho várias conquistas em Osasco junto com a minha família, o Conjunto do Copromo foi uma luta do meu Pai José de Abreu (Zé Gotinha). A adutora Jaguara-Mutinga foi uma luta dele. Na cidade, durante o meu mandato, fui a deputada que mais trouxe recursos para Osasco foram mais de 20 milhões de reais para ajudar na Saúde, no asfalto, entre outras coisas. Osasco está na minha história de vida. A cidade tem uma creche e uma UBS com o nome da minha família. Muitos candidatos que nasceram aqui não fizeram o que eu fiz pela cidade. Eu entendo que mais do que nunca as pessoas vão buscar mais informações dos candidatos. O que esses “forasteiros” ajudaram a cidade? Quando o prefeito de Osasco Rogério Lins vai para Brasília, ele vai junto comigo nos Ministérios. Os cidadãos conscientes da cidade precisam multiplicar os votos para quem faz mais pela cidade e pela região. A minha campanha sairá de Osasco e de Itapevi para todo o Estado.

O Podemos é o partido que tem mais candidatos a deputado estadual na cidade. É uma estratégia de campanha?
Na verdade, Osasco tem essa característica, na eleição de 2014, o PTN (atual Podemos) teve quatro ou cinco candidatos. A democracia exige isso, quando você fala de candidatura, você está falando do sonho de uma pessoa. E ele não merece um não, da minha parte.

A política brasileira passa por um momento muito frágil, a senhora pretende fazer algo “novo”?
O que eu já fiz é o interessante, enquanto muitos faziam balcão de negócios em Brasília, eu ouvia a população. No meu mandato quem manda é o povo, eu tenho um aplicativo no qual os meus eleitores escolhem o meu voto nas comissões. A nossa política está tão desacreditada que a nossa missão não é vencer a eleição, mas vencer a descrença. O meu discurso é falar da importância do voto. Ela é a arma mais importante que nós temos para tirar os bandidos do poder.

Quais as bandeiras, a senhora quer levantar, caso seja eleita em outubro?
Um mandato é insuficiente para você conseguir fazer alguma coisa. Tivemos grandes avanços, a maior contribuição que eu tive como presidente do partido foi dar ao povo brasileiro um partido que é capaz de unir o país através da candidatura de Álvaro Dias. No meu mandato, a minha contribuição maior foi com relação a Educação, o meu principal projeto foi a inclusão da matéria de Educação Cidadã e Política nas escolas, como tinha antigamente a Educação Moral e Cívica que foi extinta. Isso é um prejuízo muito grande para nós. Estamos preparando cidadãos para a sociedade? Eles precisam aprender o básico para cobrar. Eu luto por privilégios na Educação, principalmente para os professores. Quero vincular o salário dos professores ao piso dos deputados e senadores, isso não representa um aumento no orçamento do país. A lógica do projeto é se os senadores ou deputados quiserem aumentar o salário, terão que aumentar de todos os professores do país. Quero trabalhar para melhorar a saúde, a acessibilidade e a educação.

 

ÁLVARO DIAS EM OSASCO

O candidato a presidente pelo Podemos Alvaro Dias esteve nesta quinta-feira, 23, na cidade de Osasco Ele fez uma caminhada pelo Calçadão da Antônio Agú. “A região é influente, nesta volta que dei por aqui, conheci um pouco das pessoas daqui, os problemas que elas enfrentam.” O candidato prega a refundação da República. “Não dá para continuar como está.” Alvaro acredita que ele é o novo nesta eleição. “Nós temos uma proposta nova, uma nova alternativa, quero romper com este sistema corrupto que fracassou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *