Rogério Lins cobra do Estado reforço no patrulhamento em Osasco

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, se reuniu na segunda-feira, 22, com o secretário de Segurança Pública do Estado, Mágino Alves Barbosa Filho, para pedir o reforço no patrulhamento da Polícia Militar na cidade em razão dos casos de roubos e latrocínios registrados nos últimos meses. O secretário-adjunto, Sérgio Turra Sobrane, e o secretário municipal de Segurança e Controle Urbano, Adilson Moreira, participaram do encontro. “Vim solicitar a ampliação do patrulhamento para combater essas ações criminosas em nossa cidade. Saí do encontro otimista, porque a secretaria ficou de reforçar essas ações da Polícia Militar no município já nos próximos dias”, disse o prefeito. A cidade deverá contar com operações do BAEP (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) e da ROTA.

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado, de janeiro a junho deste ano foram registrados 24 homicídios em Osasco, contra 23 casos no mesmo período de 2017. Na mesma comparação, foram anotados cinco latrocínios (roubo seguido de morte) nos seis primeiros meses deste ano, contra três no ano passado.

Embora a segurança pública seja atribuição do Estado, a Prefeitura tem ajudado a reforçar as ações com a instalação de câmeras de monitoramento em pontos estratégicos, além da implantação do projeto Amanhecer Seguro, com patrulhamento por parte da Guarda Civil Municipal (GCM) com motocicletas e contratação de 200 novos guardas por meio de concurso público. Os agentes estão em fase de treinamento e 80 deles começam a trabalhar já em dezembro.

No próximo ano a cidade contará com o reforço de 200 novos policiais militares. É que a Prefeitura cedeu uma área no Jardim D’Abril para a construção da 2ª Companhia do 14º Batalhão da Polícia Militar. A obra é uma parceria da administração com a iniciativa privada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here