Saiba como evitar o envelhecimento capilar

Colunistas Dra Simone neri

À medida que as décadas passam, o brilho e o volume dos cabelos podem diminuir e eles se tornam mais finos e frágeis, o que é comumente associado ao envelhecimento. Estas mudanças são o resultado de uma somatória de elementos genéticos e ambientais que influenciam as células do folículo piloso, especificamente as células-tronco do folículo piloso e melanócitos. Encurtamento do telômero, diminuição dos números celulares e fatores de transcrição específicos foram implicados nesse processo. Por sua vez, essas alterações moleculares levam a modificações estruturais da fibra capilar, com diminuição da produção de melanina e alongamento da fase telógena do ciclo capilar, causando o embranquecimento e dificuldade do crescimento dos fios.

A alopecia senescente, ou senil é caracterizada pelo afinamento dos fios e uma perda gradativa de cabelos por folículos pilosos, que geralmente se inicia por volta de 50 anos, porém, pode ter início mais precoce, tanto em homens quanto em mulheres e pode ocorrer mesmo em pessoas que não tenham um padrão de alopecia androgenética, ou calvície.

Apesar desta progressão inevitável com o envelhecimento, existe uma série de tratamentos, tais como terapia de luz, Minoxidil, e finasterida que foram concebidos para atenuar os efeitos do envelhecimento e principalmente das alopecias. Estas alterações relacionadas com a idade podem ser exacerbadas por secagem por explosão, alisamento térmico e coloração, além do estilo de vida, alimentação. Mas o que fazer para evitar o envelhecimento precoce dos fios?

O mais importante quando se fala na saúde dos cabelos é a alimentação, portanto, muita atenção para as pessoas que fazem dietas restritivas, como os veganos, ou vegetarianos. É fundamental fazer um acompanhamento com uma nutricionista para receber uma suplementação adequada.

Dietas ricas e carne, peixe, leite, ovos e iogurte, ricos em proteína, colaboram para que os fios cresçam mais fortes e bonitos. Já os frutos do mar são alimentos ricos em zinco que estimulam a produção de elastina e colágeno, trazendo resistência aos fios.

Alimentos como castanhas, nozes e amêndoas, que são ricas em vitamina E, selênio são excelentes antioxidantes, importantes aliados para manter a pele saudável e a haste capilar mais bonita. A biotina é outro componente de peso para a saúde dos cabelos.

Outra coisa muito importante é hidratar os fios, principalmente nos casos de pessoas que realizam processos químicos como descoloração e tinturas que ressecam os fios. Existem muitos estudos na área de cosmética capilar, e o que vem demonstrando melhores resultados são os produtos anti-idade voltados para os cabelos danificados e sem brilho, (característica dos cabelos envelhecidos) que restauram e reestruturam os fios. Como a “idade dos cabelos” é medida pela alteração da densidade, da textura e do brilho dos fios, produtos que promovam uma melhora desses aspectos, resultam num cabelo mais jovem. Existem xampus, condicionadores, máscaras anti-idade e finalizadores com ingredientes como aminoácidos, vitaminas e lipídeos que reconstroem os fios, hidratando-os, além de tônicos que melhoram a saúde do bulbo capilar promovendo um aumento da densidade capilar.

3 thoughts on “Saiba como evitar o envelhecimento capilar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *