Série A2 a galope na região: Oeste Barueri tem Cavalo e Osasco Audax vai de Cavalinho

Capa Esportes Márcio Silvio

O Oeste Barueri está beleza pura na Série A2 do Campeonato Paulista. E surpreendendo. Sim, o Rubrão vem de uma temporada de duplo rebaixamento, campanha lascada no Paulistão e na Série B do Campeonato Brasileiro – despencou de ambos.

O time de agora está bem mudado com relação ao que caiu mas o comando técnico segue com Roberto Cavalo. Ele mexeu nos músicos e, agora na A2, o time toca uma bola afinadinha – futebol cem por cento com quatro jogos e quatro vitórias.

Certo, o Rubrão está a galope nesse início de A2 que cumpre paralisação pela pandemia. Após bater o Monte Azul por 1 a 0 pela quarta rodada, o campeonato foi abortado e tem retorno previsto para o final do mês. Nesse ínterim, Roberto Cavalo vai cuidando dos treinos e atento à saúde do elenco para que o vírus não entre no CT da Vila Porto em Barueri.

EM OSASCO
Vendo o Oeste dando certo a Cavalo, o vizinho Audax foi em busca da receita e com o objetivo de também entrar no galope – está na zona baixa da A2 com apenas um empate para três derrotas.

Iniciou a temporada com o técnico Max Sandro e que não segurou o rojão, caindo na terceira rodada após derrota de 1 a 0 para o RB Bragantino; na rodada seguinte o Audax foi de interino e para outra surra, 2 a 0 para o Velo Clube de Rio Claro – Francis Silva comandou a equipe de Osasco.

Por fim e apostando no galope, na semana seguinte a diretoria do Audax apresentava o técnico homônimo ao de Barueri – quem assume a equipe na retomada da A2 é Robélio Schneiger. Sim, mas ele atende por Cavalinho.

Opa, Cavalo em Barueri e Cavalinho em Osasco? Isso mesmo, a Série A2 retorna no final do mês com a região a galope. Agora, não se trata de coincidência mas de um caso de família – Roberto e Robélio são irmãos.

Cavalo é o sênior e praticamente guru do Cavalinho. Mas anos atrás o mais novo deu uma surra no mentor. Estamos em 2012 e valendo a Série C do Campeonato Brasileiro. Roberto era técnico do Vila Nova e deixara o time de Goiás para assumir o Oeste (ainda de Itápolis); Robélio, então assistente no Vila, assumiu as rédeas para esse jogo em 30 de junho.

Duelo entre irmãos e com Cavalinho dando toco no Cavalo – com dois gols do atacante Pedro Júnior, o Vila empacotou o Oeste. Se os dois voltaram a se enfrentar depois disso, o Correio Paulista não encontrou esse placar. No entanto, isso pode voltar a acontecer.

Cavalinho pega um Audax problemático e precisando de importantes ajustes para reagir. A Série A2 é tiro curto, 1ª fase de turno único e com os oito melhores avançando. Cavalinho tem a missão de estrear com vitória e manter a pegada para entrar no bloco dos classificáveis.

Quanto ao Oeste e pelo que vem jogando, o time de Cavalo está mais que cotado à classificação. Certo, Cavalinho entra no jogo vendo o irmão em disparada – o campeonato já conta quatro rodadas mas começa dia 31 para ele.

E se Cavalinho pôr a casa em ordem e a equipe de Osasco reagir fortemente até a classificação? Considerando que o Oeste mantenha o galope, então na segunda fase pode até pintar o reencontro dos irmãos Cavalo na A2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *