SinHoRes anuncia campanha “Estamos de Volta” para bares e restaurantes da região

Capa Cidades

Nessa sexta-feira, 10, o Governo do Estado de São Paulo anunciou que as cidades da base do SinHoRes Osasco – Alphaville e Região, Osasco, Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus, foram reenquadradas na Fase 3 – Amarela do Plano São Paulo. Assim, bares, restaurantes e similares poderão reabrir seguindo regras de distanciamento, capacidade e higiene.

Os estabelecimentos só poderão reabrir áreas arejadas; capacidade limitada a 40%; horário de funcionamento até às 17h e por apenas seis horas por dia; além da adoção de diversos protocolos higiênico-sanitários específicos do setor.

Em Barueri, a prefeitura já havia decretado a abertura, deixando de lado as determinações do Governo de São Paulo. As demais cidades, agora, aguardam decreto das prefeituras definindo a data de reabertura.

O SinHoRes Osasco – Alphaville e Região realiza, a partir de então, a campanha “Estamos de Volta”, que visa conscientizar os clientes de que todos os protocolos serão criteriosamente seguidos pelos estabelecimentos da região. “É preciso reconquistar a confiança dos consumidores! Eles precisam se sentir tranquilos para voltar a tomar um chope com os amigos, almoçar com a família e sair para jantar. Viagens curtas também podem ser realizadas e os hotéis da nossa região estão mais do que prontos para acomodar esses hóspedes, seguindo todos protocolos higiênico-sanitários do setor. Para essa volta ao “novo normal” acontecer, é necessário que todos saibam que os estabelecimentos estão se preparando para voltar com segurança, tanto para os colaboradores quanto para os clientes. Por isso, o sindicato lançará artes para redes sociais, vídeos, textos sobre protocolos com orientações a todos para uma reabertura tranquila e anunciará, na próxima semana, parceria com empresa que concederá um Selo Covid-Free aos estabelecimentos que estiverem seguindo todas as orientações à risca”, afirmou o presidente do sindicato empresarial, Edson Pinto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *