Todo o Estado de São Paulo vai para a Fase Vermelha no próximo sábado, 6. Saiba o que pode funcionar

Cidades Destaque

O governo de São Paulo regrediu todo o estado à fase vermelha, a mais restritiva da quarentena. A medida entre em vigor na primeira hora do próximo sábado (6) e deve permanecer até o dia 19 de março.

Também foi antecipado para as 20h início do chamado “toque de restrição”. Anunciada no final de fevereiro como complementar ao Plano SP, ela limitava a circulação de pessoas nas ruas das 23h às 5h.

A regra autoriza o funcionamento de padarias, mercados e farmácias, além de escolas e igrejas, que foram incluídas na lista de serviços essenciais por meio de decretos estaduais.

A mudança na classificação do estado ocorre para tentar conter o avanço da pandemia no país, após São Paulo bater recorde de mortos por Covid-19 e internados com a doença.

As novas determinações de endurecimento da quarentena atendem a pedido do Centro de Contingência do Coronavírus e dos prefeitos do estado, que, em reunião nesta terça, pediram ações mais efetivas para reduzir a circulação de pessoas.

O que muda

  • A partir de sábado (6), apenas serviços essenciais poderão funcionar em todo o estado. Medida ficará em vigor por duas semanas
  • No período das 20h às 5h, recomendação é para que pessoas evitem circular nas ruas

O que pode funcionar na fase vermelha?

  • Farmácias
  • Mercados
  • Padarias
  • Açougues
  • Postos de combustíveis
  • Lavanderias
  • Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô
  • Transportadoras, oficinas de veículos
  • Atividades religiosas
  • Escolas
  • Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria
  • Bancos
  • Pet shops
  • Serviços de delivery ou entregas

 

5 thoughts on “Todo o Estado de São Paulo vai para a Fase Vermelha no próximo sábado, 6. Saiba o que pode funcionar

  1. Sim mais os que não pode ter funcionamento pq pelo que vejo quase td estará funcionsndo

  2. É serviços deliberou as pessoa procuram comer o que tem em casa
    Agradecida

  3. Tudi pode funcionar, menos bares.
    Tem maus aglomerações em transportes coletivos e igrejas do que em bares.

  4. Finalmente tomaram está medida, pois as pessoas não se deram conta que o País está em alerta muitas vidas foram ceifadas por causa desta doença.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *