Vôlei Osasco enfrenta o Hinode Barueri nas quartas da Superliga nesta terça, 19

Vôlei Osasco-Audax abre o playoff das quartas de final da Superliga Cimed 2018/19 nesta terça-feira (19). A equipe do técnico Luizomar enfrenta o Hinode Barueri a partir das 19h, no ginásio José Correa, com transmissão do Sportv 2. Apesar de jogar fora de casa, Walewska, Hooker, Camila Brait, Mari Paraíba e cia. contarão com o apoio de sua fanática torcida. Pouco mais de 12 km separam o José Liberatti e a quadra de Barueri, e os osasquenses prometem marcar presença para incentivar seu time.

O playoff das quartas de final será disputado em melhor de três partidas. Após o jogo desta terça-feira, Vôlei Osasco vai receber o Hinode na próxima sexta-feira (22), no José Liberatti. Se necessário, o terceiro e decisivo confronto volta para a casa do adversário, o ginásio José Correa, na terça-feira (26). As rodadas começam sempre às 19h, com transmissão do Sportv 2.

Vôlei Osasco e Hinode Barueri partem para o sétimo confronto nessa temporada. A vantagem é do Audax, que ganhou no primeiro e segundo turno da Superliga e também nas quartas de final da Copa Brasil. Pelo Campeonato Paulista 2018, mais dois resultados positivos para as comandadas do técnico Luizomar, contra apenas um das adversárias. Os times ainda duelaram no golden set para definir o finalista do Estadual, com novo triunfo osasquense.

Mesmo com o retrospecto favorável, ninguém na equipe de Osasco espera jogo fácil. “São dois times que se conhecem bem, se enfrentaram várias vezes nas duas últimas temporadas e vamos tentar jogar o nosso melhor vôlei nessa partida, que é o primeiro degrau na luta para chegar à semifinal. Nosso time fez um grande segundo turno na Superliga e confio na força desse grupo”, avalia o técnico Luizomar, lembrando que sua equipe saiu de quadra vitoriosa em oito das 11 rodadas do returno da Superliga.

As atletas seguem o discurso do treinador. “Barueri tem um time forte e vem fazendo uma boa campanha na Superliga. Buscamos nos superar jogo a jogo nessa temporada e temos conseguido, especialmente no returno. Vamos para mais um desafio muito unidas e confiantes. Trabalhamos bastante, estudamos o jogo delas e esperamos conseguir colocar em prática todo esse trabalho”, explica a líbero Camila Brait. Na fase de classificação, o Hinode terminou em quarto lugar, dois pontos à frente de Osasco, o quinto (44 a 42).

Sacar bem é fundamental, garante Mari Paraíba, líder em aces na fase de classificação da Superliga, com 31 pontos marcados diretamente do serviço. “É preciso forçar o saque para dificultar o passe do adversário. Quando conseguimos, nossa relação bloqueio/defesa funciona melhor e, consequentemente, temos mais oportunidades de contra-ataques”, analisa a ponteira, vice-líder nas estatísticas em média de aces, com 0,41 por set.

Duelo de opostas – Hooker e Skowronska são as duas maiores pontuadoras da Superliga. A atleta de Barueri lidera, com 5,6 acertos por set. A atacante de Osasco vem logo atrás, com 4,51 por parcial. Em números absolutos, a polonesa soma 437 pontos, enquanto a norte-americana tem 307, ocupando a primeira e quinta colocações, respectivamente. Contudo, a oposta do Audax integra o Time do Sonho, a seleção da Superliga, ao lado das companheiras Walewska e Mari Paraíba.

Além de Osasco x Barueri, o playoff das quartas de final da Superliga Cimed também conta com os seguintes confrontos: Itambé Minas x Curitiba Vôlei, Dentil/Praia Clube x Fluminense e Sesc-RJ x Sesi Bauru.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here