Inversão


Na quarta-feira, 11, estivemos na Feira Noturna da Fito, zona Sul. Chovia muito e aí é que observamos um fato curioso e que há de ser mudado. Os frequentadores da feira na chuva caminhando de barraca em barraca, alguns com guarda chuva e, enquanto isso, os carros no interior da Arena Vip protegidos. Há que se alterar e voltar como antes, as barracas na Arena e os carros no estacionamento onde hoje funciona a feira. Questão de bom senso.

É coisa nossa

O cinema nacional tem bons filmes, mas pena que a maioria dos brasileiros não prestigia. Boa parte dos enlatados de Hollywood resulta em enormes filas e salas de cinemas lotadas pelo país. Enquanto isso, por exemplo, neste domingo o excelente filme nacional, O Juízo, recém lançado e exibido no Cinemark do União, com apenas uma só sessão no dia e num horário complicado, 13h20, apenas seis (6) pessoas o assistiram. Uma pena! Viva o Brasil!

Na raça

O idealismo das pessoas que tocam o projeto Basket Osasco é algo para ser analisado. Contam com pouco apoio do empresariado, mas mesmo assim, encaram disputa estadual na elite do Basquete Masculino e agora o time vai disputar a Série B do Novo Basquete Brasil, em busca de uma vaga na elite. Com todas as dificuldades, ainda mantém escolinha de basquete masculino com a participação de cerca de 300 crianças e jovens de 7 a 15 anos. Aplausos a todos os dirigentes do Basket Osasco. E que o poder público municipal, via secretaria de Esporte, olhe com maior atenção para essa modalidade esportiva.

Bom sono
Leitor reclama da poluição sonora produzida por guardas noturnos também chamados de “pirriu”. “Moro no bairro Jaguaribe, em Osasco, e um deles passa de segunda a sábado, desde 21 horas até às 5 horas, com o seu apito a perturbar o sossego dos moradores. Sei da existência da lei sobre poluição sonora, mas mesmo reclamando à prefeitura e à polícia, nada se resolve”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here