397 pessoas não voltaram para tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em Barueri

Capa Cidades

Na última terça-feira (13) o Ministério da Saúde informou que cerca de 1,5 milhão de brasileiros que tomaram a primeira dose das vacinas CoronaVac e AstraZeneca/Oxford não voltaram aos postos de vacinação para a segunda aplicação. Só em São Paulo, esse número chega a mais de 340 mil.

Em Barueri, até o dia 13 de abril, 397 pessoas que tomaram a primeira dose da vacina CoronaVac não haviam retornado para a segunda dose do imunizante no período indicado. O intervalo entre as doses recomendado é de 14 a 28 dias. O levantamento não inclui quem tomou a vacina AstraZeneca porque seu intervalo é maior, de três meses.

Entre os grupos prioritários com maior número de faltas sobressaem-se os profissionais da saúde e os idosos de 80 a 85 anos.

Segundo dados da Secretaria de Saúde do município, as justificativas verificadas para essas ausências são diversas, dentre elas: estar gestante, suspeita ou diagnóstico positivo para o novo coronavírus, internação, reação alérgica, início de outro tratamento, óbito, vacinação em outro Estado.

Para reduzir esse número, a Prefeitura tem realizado uma busca ativa pelos pacientes por meio de contato telefônico ou visita domiciliar.

Rosana Ambrogini, coordenadora de Vigilância em Saúde de Barueri, explica que completar o esquema vacinal contra a Covid-19 é fundamental para a eficácia da imunização. “Nos estudos conduzidos, avaliou-se a eficácia da vacina CoronaVac em um esquema de duas doses com intervalo de 14 a 28 dias, então é importante respeitar os períodos estabelecidos. No entanto, caso alguma ocorrência impeça o indivíduo de retornar no prazo determinado, é imprescindível que a segunda dose seja administrada assim que possível, conforme orientado no último informe do Plano Nacional de Imunização”, declara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *