À eles, Nudes!

Colunistas Talita Andrade

Em terra de autoestima baixa, quem manda nudes é rei (e está com o sexo em dia, certeza!)

Está aí, o tema que eu queria chegar, nesse tempo todo. Agora que já estão familiarizados comigo, meu jeito meigo e abusado de escrever, vamos a um assunto polêmico!

Nudes, minha senhoria, mandar ou não mandar? Selfie ousada, fazer ou não fazer? Colocar o popô pra jogo, sim ou não?

Segundo o Wikipédia: pornografia é definida como material que desperta pensamentos sexuais de forma vulgar e explícita. A raiz etimológica da palavra vem do grego pórne, que significa: “prostituta”. Por isso o povo criou a palavra “Nudes”, para amenizar o ato e deixá-lo mais carinhoso, afinal, lidamos com uma sociedade conservadora em pleno século 21 (parece que está piorando).

Deixe-me dar uma notícia (sem novidades, já aviso), teu corpinho, sua pele, suas curvas, gomos e músculos serão degradados por um fator chamado IDADE. Idade é aquilo que nos faz envelhecer a cada dia, comemorada anualmente, com uma festa, velinhas, bolo. Porém, a ela te suga a cada dia, trazendo pra sua vida os “caimentos”, digamos assim.
Percebemos diariamente, uma ruga nova, uma estria diferente, uma celulite não notada antes, os seios mais baixos, algumas coisas nem se animam mais (se é que me entende). E então, o que você aproveitou do auge da sua idade? Tem uma foto do biquíni, da lingerie nova, da barriga bonitinha, da tatuagem legível na pele esticada?
E seu marido/namorado/crush, perde tempo vendo fotos de atrizes e modelos escondidos, ou se esbalda nas selfies da beldade que ele tem em casa? Ops, não né? Porque você não se permite!

Vá ser feliz meu povo! Chega de pudores, limitações, medos, inseguranças. Aparentemente falando mesmo, a tendência é só piorar. O que só tem a melhorar é a relação, contando com a criatividade, maturidade, intimidade, autoconfiança em prol da inovação da relação.

Se reinventem, dê ao seu parceiro os seus desejos, afinal, ele é o segundo maestro da orquestra. Ambos podem reinventar e driblar a rotina.

Relacionamentos longos principalmente, são grandes alvos do sentimento amigável, fraterno. O desejo se esvai e o casal se torna apenas companheiros.

Enquadre o traseiro nessa tela do celular e desconcerte seu homem. Deixe-o zonzo na reunião do trabalho, surpreso pela foto inesperada. Capriche no decote ou abra o peito pro amor, para a paixão (literalmente).

Aproveitem a juventude, a da segunda e terceira idade. Ser velho não é o fato de ter uma determinada idade, e sim deixar de realizar ou OUSAR na vida, por se achar inadequado ou ultrapassado. Pois se há amor, o desejo vem forte!

Nudes: USEM E ABUSEM.

E isso serve para os solteiros também. Valorizem os ângulos, se mostrem. Somos descendentes dos índios, quer mais naturalidade que isso?

Beijos calorosos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *