Cotia encerrou as atividades do Centro de Combate e Referência ao Coronavírus

Capa Cidades

A Prefeitura de Cotia encerrou oficialmente as atividades do Centro de Combate e Referência ao Coronavírus (hospital de campanha) na manhã de terça-feira (6/10).

Inaugurado pela Prefeitura de Cotia no dia 6 de abril de 2020, o Hospital de Campanha foi construído em menos de 15 dias, e ofereceu 50 leitos (entre UTI, Semi-UTI e Enfermaria).

Neste período de funcionamento, o Centro de Referência atendeu 20.986 pessoas, 440 internações.

Os equipamentos que foram adquiridos pela gestão municipal serão distribuídos para as unidades de saúde municipais de emergência, e os que foram locados serão devolvidos.

A Secretaria de Saúde de Cotia montou um protocolo de atendimento de casos suspeitos de Covid-19 na UPA Atalaia e nos Pronto Atendimentos do Parque São George e de Caucaia do Alto que estão aptos para atender pacientes que apresentarem sintomas da doença. O protocolo montado pela Secretaria de Saúde prevê, entre outros, o atendimento destes pacientes em locais apartados dos demais moradores que buscarem atendimento médico de urgência para evitar contato e o risco de contaminação.

O Centro de Combate e Referência ao Coronavírus de Cotia cumpriu a sua missão de evitar a sobrecarga do serviço público de saúde e ocupação de leitos em outros equipamentos de saúde do município (como os PA’s) e de cidades vizinhas.

2 thoughts on “Cotia encerrou as atividades do Centro de Combate e Referência ao Coronavírus

  1. Gostei da eficácia do prefeito e achei que foi decidido ao construir o hospital de emergência , evitando assim um caus emergêncial da Covid19 .
    Agradeço a atividade de respeito a nos moradores de Cotia…
    Gratidão.

  2. Quem mora em Cotia sabe muito bem q o hospital de campanha foi fachada de lavagem de dinheiro e q só serviu pra alguém lucrar então ele existindo ou não morreria a mesma quantidade de pessoas q morreram aqui eu passei nesse hospital quando tive suspeita e não havia ninguém internado lá então joguem areia no olho de outro pois aqui tô protegido de pilantragem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *