Osasco, Barueri e região vão para a fase verde do Plano São Paulo

Cidades Destaque

Osasco, Barueri e toda a regiã oeste deve avançar para a fase verde de flexibilização econômica nesta sexta-feira (9) e liberar o funcionamento de cinemas, museus, teatros e eventos.

O Plano São Paulo tem cinco fases e vai da vermelha, mais restritiva, passando pela laranja, amarela, verde, até a azul, chamada de “normal controlado”. Para chegar à fase verde a região precisa estar na amarela há 28 dias.

Em julho, o governo mudou a regra inicial e antecipou a autorização de reabertura de teatros, cinemas, salas de espetáculo, realização de eventos culturais e academias de ginástica para regiões que estejam na fase amarela do plano.

Apesar da liberação, as prefeituras têm autonomia para decidir o que e quando deve reabrir.

Pelas regras, serão liberados eventos para até 600 pessoas como convenções, seminários, workshops, palestras e feiras. Festas, no entanto, continuam temporariamente proibidas.

Eventos para mais 600 pessoas precisarão de uma autorização especial da gestão municipal, mas o limite é para até 2 mil pessoas.

Plano São Paulo

O Plano São Paulo, que regulamenta a quarentena em todo o estado, classifica as regiões do estado em cores, determinando quais locais podem avançar nas medidas de reabertura da economia.

Para começar a reabertura do estado em 1º de junho o governo dividiu o território de acordo com as 17 Divisões Regionais de Saúde (DRS).

A Grande São Paulo foi subdividida em outras 6 regiões, uma para a capital e outras 5 para cada grupo de cidades da Região Metropolitana. A flexibilização da quarentena é feita de modo diferente em cada uma dessas regiões.

Três regiões de SP têm aumento de mortes, mas nova regra do governo Doria impede endurecimento de quarentena

Os critérios que baseiam a classificação das regiões são:

  • Ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs);
  • Total de leitos por 100 mil habitantes;
  • Variação de novas internações, em comparação com a semana anterior;
  • Variação de novos casos confirmados, em comparação com a semana anterior;
  • Variação de novos óbitos confirmados, em comparação com a semana anterior.
  • Na fase verde também é considerado óbitos e casos para cada 100 mil habitantes;
  • Regiões que atingirem as fases 3 (Amarela) ou 4 (Verde) permanecerão nessas fases desde que tenham indicadores semanais inferiores a 40 internações por Covid-19 a cada 100 mil habitantes e 5 mortes a cada 100 mil habitantes.

Veja as principais regras de cada fase:

  • Fase vermelha: Permitido o funcionamento apenas de serviços essenciais.
  • Fase laranja: Também podem reabrir imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio e shoppings podem reabrir, mas com restrições.
  • Fase Amarela: Também podem reabrir salões de beleza, bares, restaurantes, academias, parques e atividades culturais com público sentado podem funcionar, mas com restrições.
  • Fase verde: Também podem reabrir eventos, convenções e atividades culturais com público em pé poderão voltar a acontecer quando houver uma estabilidade de quatro semanas do estado de São Paulo na fase verde (4), também com restrições.

2 thoughts on “Osasco, Barueri e região vão para a fase verde do Plano São Paulo

  1. Boa noite !! Acho muito cedo ainda a liberação desses espaços até porque o povo brasileiro é muito leigo e ignorante em respeito à usar máscaras e respeitar o distancionamento . Vejam como estão as praias do feriado do dia 7 de setembro e esse do dia 12 de outubro às praias super lotadas e ninguém seguindo as regras e tudo isso vai ter repercussão e aumento de casos no mês que vem culpa dos governos em liberar e mais culpas ainda desses povos que nunca viram praia . Sem mais

    1. Para de conversa. As pessoas precisam trabalhar.
      Quer respeitar tudo isso que vc falou ótimo, respeita. Mas tem muito pai de família parado, sem dinheiro e correndo risco de perder o emprego pq não pode trabalhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *