Escolhas que nos tiram do conforto

Colunistas Talita Andrade

Você finalmente consegue o emprego dos sonhos, a estabilidade financeira que você tanto quis. O seu carro pequeno e velho, já pode ser substituído por outro mais espaçoso e bonito, afinal, você tem condições de sobra. Entretanto, você tem um grande apego ao possante velho. Recordações de tudo que viveu com ele, de bom, de ruim, as viagens, os momentos felizes, os perrengues. Mas sempre foi útil e acolhedor, em vista do transporte público ou ficar a pé.
Há o impasse. Ficar com aquilo que você gosta muito, ou trocar por algo melhor, que sempre sonhou?
A metáfora acima foi somente para puxar um assunto que vem me fazendo refletir…
Muitas pessoas são teimosas a mudanças. Gostam do seu jeito, aceitam seus defeitos e defendem suas manias. Inflexíveis com o quer que modifique sua fôrma ou rotina.

Não mudar, dependendo de como a pessoa é, não é ruim, mas evoluir na vida é preciso.
E então “um dia você encontra alguém que vai te aceitar do jeito que você é. Mas por esse alguém vale a pena mudar… porque algumas pessoas simplesmente merecem o melhor que você pode ser”.
Passamos a vida sobrevivendo a situações complicadas: perdas, abandonos, abusos, dificuldades a rodo. Trocamos nossas peles, mesmo quando não queremos, somos sujeitados a isso, então por que não ser melhor para alguém que nos aceitou do nosso jeito?
É tão difícil a mudança, em prol de alguém que te faz feliz, que te respeita e te faz crescer?
Vejamos, o assunto em questão é sobre melhorar para alguém que aceitou seus defeitos, suas manias e sua confusão. A pessoa que te ama de verdade, que te faz bem, mesmo que você seja mau humorado, calado, bagunceiro. A pessoa não aponta essas questões, não te cobra, mas sim as aceita e se condiciona a viver com elas. Entretanto, pode-se haver conflitos em algum momento, principalmente, quando a relação vai perdendo a novidade. Porque por mais que ela te ame assim, ela poderia amar ainda mais. Talvez, no início, sua bagunça seja fofa, seu mau humor seja desafiador. Mas pensando a longo prazo, em algum momento os conflitos serão externalizados.
E ter disponibilidade de PODER mudar é muito importante para a relação.
Cada dia temos um pouco para evoluir, um pouco para melhorar. E se tais mudanças melhorarem a vida e a convivência daqueles que amamos, que sorte! Claro, ninguém é perfeito, e na verdade, que chato seria se fosse.
Muito se fala sobre não mudar por alguém, principalmente por pessoas que não valem a pena. Mas a quem faz diferença em nossas vidas, que faz tão bem para nós do que para si próprio, que parece que caiu do céu, é merecido, não é?

Ser diferente, melhorar, evoluir, exige esforço, é trabalhoso. Mas fazer alguém feliz com nossas próprias melhorias, é a coisa mais gostosa do mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *