Eu tenho a força

Colunistas Sem Mordaça

Há alguns candidatos a vereador que devem estar com muito “apoio”, pois promovem campanhas massacrantes, ou seja, não economizam na divulgação em busca de votos, até parece que são candidatos a prefeito e não a vereador tamanha intensidade ou será, que já estão de olho numa disputa para o legislativo federal ou estadual nas eleições de 2022?

Fique ligado!

Há um Aplicativo Pardal que está sendo amplamente utilizado pela sociedade, dispositivo este que permite denunciar irregularidades na campanha eleitoral. O objetivo é facilitar os trabalhos dos Tribunais Regionais Eleitorais e do Ministério Público Eleitoral, que podem contar com os cidadãos, atuando como fiscais no combate à corrupção eleitoral.

Sem público
Como forma de prevenir a transmissão da Covid-19, as sessões ordinárias da Câmara de Osasco, que antes da pandemia eram realizadas às terças e quintas-feiras, a partir das 15 horas, agora acontecem em novo horário, as terças-feiras, a partir das 10 horas e no formato de videoconferência, com transmissão ao vivo pela TV Câmara, nos canais 3 da Net e ainda pelo YouTube e redes sociais do legislativo osasquense.

As andorinhas
Voltaram. De quatro em quatro anos, as feiras livres recebem um cidadão diferenciado do seu frequentador habitual, o candidato. A maioria deles sequer passa numa feira livre fora do período eleitoral. Esquecem que o povo, felizmente a grande maioria, a cada ano fica mais politizado e não é cooptado por uma simples presença no local do candidato A ou B.

Dureza

Depois de eliminar a equipe de vôlei feminino São Paulo/Barueri na semifinal do Campeonato Paulista de 2020, com duas vitórias por 3 a 0, o time de Osasco vai em busca do seu 15º título estadual e terá pela frente um adversário de peso e invicto na competição, o Sesi Bauru. A primeira partida da decisão será neste sábado, às 21h30, em Osasco, no Ginásio José Liberatti e na terça-feira, 20, às 21h30, o título será decidido fora de casa, no Ginásio Panela de Pressão, em Bauru, conhecido como Cidade Sem Limites.

Nosso time
Já passou a hora dos apaixonados pelo futebol de nossa Osasco, profissionais liberais, políticos e empresários, juntamente com dirigentes ou “donos” dos atuais clubes de futebol profissional, já que se trata de clubes/empresas, sentarem à mesa e discutirem o futuro deste esporte em Osasco. O ideal é um só clube, que leve o nome da cidade e com investimentos nas categorias Sub 15 a sub 20, além do profissional. Osasco é uma das mais importantes cidades do país, conhecida também como “celeiro” de craques e no futebol, com raros lampejos de sucesso, fica estacionado no tempo, enquanto que, outras cidades com potencial bem menor, participam da elite do futebol paulista e até brasileiro. Está faltando conectar os fios, unir forças e colocar Osasco no topo deste esporte.

Bem ou mal

Nunca em tempo algum, os Tribunais Regionais Eleitorais e o Ministério Público Eleitoral, tiveram tanto trabalho como está acontecendo na atual campanha. São centenas de milhares de candidatos a prefeitos e vereadores em todo o país, que juntamente com apoiadores ou não, utilizam as redes sociais para o bem ou para o mal. Felizmente a maioria opta por divulgar propostas, programas de governo, sem difamar, caluniar ou denegrir adversários.

Isolamento
Por Ato da Mesa da Câmara de Osasco publicado no IOMO do último dia 9, sobre o retorno gradual das atividades presenciais no legislativo, é permitido no período entre 13 de outubro a 13 de novembro, o trabalho interno dos servidores, no horário das 10 às 14 horas mas fica vedado o acesso do público externo aos prédios do Poder Legislativo.

Incoerência
O período eleitoral é curto e a trinta dias das eleições programadas, a maioria dos candidatos a vereador de Osasco encontra-se com o freio de mão puxado, em virtude das contas bancárias e são necessárias três para cada candidato, ainda não serem abertas, impedindo a utilização dos recursos oficiais para despesas, principalmente daqueles que primam pela legalidade.

Novo tempo

Em primeira instância já foram sentenciados seis (6) vereadores e ex-vereadores do legislativo osasquense, alvos da operação Caça-Fantasmas deflagrada em 2015, sendo um deles absolvido (Dr. André Sacco) e os demais condenados, a saber, Andréa Capriotti, Batista Comunidade, De Paula, Jair Assaf e João Góis. Todos podem recorrer da sentença condenatória em liberdade. Em breve sairão sentenças condenando ou absolvendo os demais vereadores ou ex-vereadores, que foram alvos da citada operação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *