Fim das rescisões

Caracterizado como o melhor momento financeiro, o prefeito Rogério Lins convocou jornalistas para anunciar algumas novidades sobre sua atuação e a surpresa de ter o orçamento deste ano estar em período de superávit, ou seja, milhões a mais do esperado e revelado ontem quinta-feira. Com isso até a venda do terreno da CMTO será cancelada. A verba seria disponibilizada para o término do prédio do novo Fórum no Jardim das Flores. O prefeito, na presença dos diretores do Sintrasp e Apos, anunciou o fim das pendências de rescisões que originavam desde 2015. Ele já vinha pagando mês a mês as de menores valores. “Agora chegou a vez dos altos valores. Estamos quitando tudo. Não teremos mais rescisões para acertar, são oito milhões de reais que serão repassados”, garantiu o prefeito que disse estar numa nova fase de seu governo.

 

Miguel Costa, bilhete único e Hospital da Criança 

A oportunidade serviu também para ele fazer diversos anúncios sobre outros investimentos. Garantiu que o Hospital da Criança, as obras iniciam no próximo mês. “Devo entregar ainda esse ano, ou meados de 2020. Serão três andares com quarenta leitos e 10 para UTI”, garantiu. Em dezembro, a cidade terá o início do Bilhete Único. Pagar uma passagem e usar em outro coletivo depois. Uma antiga reivindicação da população que estava em seu plano de governo. Sobre o Conjunto residencial Miguel Costa a situação está resolvida. “Conseguimos judicializar a questão e na próxima quinta (4 de julho) as famílias que moravam em barracos, no Rochdale, já começam a fazer a mudança para seus apartamentos”.

 

Chegada a Osasco e Sabesp

Outra boa notícia foi o encontro que teve com o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) onde recebeu a informação que o acesso da nova saída da Castello Branco já está em andamento e que obras devem iniciar no segundo semestre. “Os ‘nós’ foram desatados, e finalmente posso garantir que a obra virá e será o fim dos transtornos na chegada a Osasco”, disse o prefeito. Outro assunto foi a renovação do contrato com a Sabesp que deve ser prorrogado, mas com outras modalidades que irão constar no contrato como por exemplo, o serviço de tapa-buracos que, obrigatoriamente passa a ser refeito com mesma qualidade daquele que for quebrado, com situação de multa.

 

Emidio, se resguarda em candidatura 

O ex-prefeito e deputado estadual Emidio de Souza (PT), recebeu a imprensa na manhã desta quinta, 27, num espaço que ele considera como a extensão de seu gabinete em Osasco. Diversos assuntos foram discutidos e esclarecidos pelo ex-prefeito. Foi claro em afirmar que o PT irá mesmo lançar candidatura para prefeito em 2020, mas numa escolha de consenso entre os membros; não descartou a possibilidade de ser ele. Não faltou críticas à atual gestão e deixou claro que a Câmara de Osasco voltará a ter representante de seu partido. “Estamos nos organizando”, disse.

 

Governo Dória 

Sobre seu retorno à Assembleia Legislativa de São Paulo, ele afirmou que a composição mudou muito. “Entre 2001 e 2004 o que predominava na Assembleia era PSDB e PT, atualmente o PSL é uma das maiores bancadas. Eu considero o João Dória sem ser uma novidade; nada mais é que a continuidade do PSDB desde Mario Covas. A diferença é quando dois vices assumiram; Claudio Lembo e Marcio França. Mas é um governo que vem avançando onde antes não se avançava”, disse. Esteve com o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) e também tratou de assuntos importantes como a saída da Castello Branco na chegada à Osasco e a duplicação de uma ponte entre Presidente Altino e Jaguaré.

 

Limpeza de pauta 

Preocupado em limpar a pauta na Câmara de Osasco, o vereador De Paula quer que o recesso de julho só inicie após a votação da pauta que segue em fila para ser apreciada. Esta é última semana antes do recesso parlamentar, e os vereadores vêm concentrando esforços na votação de projetos de autoria do Executivo. Com isso, propostas elaboradas pelos próprios parlamentares ficaram em segundo plano. Somente na sessão ordinária do último dia 25, trinta projetos de lei aguardavam para ser votados ainda em primeira discussão. “Penso que o ideal é limpar a pauta antes de entrarmos em recesso, mesmo que para isso a gente tenha que fazer uma força-tarefa e realizar sessões extraordinárias na primeira semana de julho. Há vários bons projetos de autoria dos vereadores em compasso de espera e deveríamos acelerar a votação”, disse o vereador.

 

Provável candidato 

Na Câmara de Cotia, o decreto legislativo nº 5/2019, surpreendeu muitas pessoas que estavam presentes na sessão ordinária. E com 10 votos favoráveis o ex-prefeito Carlão Camargo (PSDB) teve revertida a anulação de suas contas no exercício de 2013, que havia sido votada em 2017. A partir daí, o ex-prefeito havia perdido os direitos políticos e teria que esperar por oito anos para disputar eleições. Com isso, com a anulação da rejeição, o ex-prefeito volta estar limpo e elegível com seus direitos políticos reestabelecidos, pode até disputar o pleito em 2020. Um caso muito parecido em Barueri, quando o então ex-prefeito Rubens Furlan reverteu seu processo com os mesmos vereadores que o haviam condenado.

 

Três bilhões para Osasco

O Projeto de Lei 67/2019, que dispõe sobre as diretrizes orçamentárias do município de Osasco para o exercício de 2020, até o fechamento dessa edição estava para ser votado, ontem, pelos vereadores numa sessão extraordinária, que iniciaria logo após ordinária. A matéria foi discutida pelo Legislativo em uma audiência pública no início da semana, que contou com a participação de representantes do Poder Executivo municipal e da sociedade. Técnicos das secretarias municipais de Planejamento e de Finanças fizeram o detalhamento dos valores a serem gastos e como esses recursos serão direcionados na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). O orçamento estimado para o ano que vem é de R$ 2,95 bilhões. O do exercício atual é de R$ 2,9 bilhões.

 

Convenção 

Acontece neste sábado a Convenção do PDT de Osasco. O diretório Municipal está convidando a todos os filiados e simpatizantes para comparecerem à Rua Erasmo Braga, 307 em Presidente Altino. O ex-prefeito Jorge Lapas (foto), ao sair do PT se filiou ao PDT e continua representando muito bem a sigla. A convenção servirá para eleger a nova executiva do partido, e deve lançar candidato a prefeito em 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here