Governo diz sim, mas bancos operam na contramão

Capa Política

Neste momento tão dramático para todos nós, onde o objetivo primeiro é salvar vidas e em segundo, preservar empregos, que significa também manter a vida após a pandemia da Covid-19, o governo federal acena que os bancos vão abrir linhas de créditos a juros baixos, para as pequenas e médias empresas, responsáveis pela maioria dos empregos em nosso país.

Uma ação do governo de suma importância, mas que não tem reflexos tão positivos junto aos bancos, pois esses, como sempre agiram, inclusive o BNDES, facilitam e abrem as portas para as grandes empresas, para os mais poderosos e dificultam ao máximo e até negam empréstimos às pequenas empresas, que precisam de um socorro para sobreviverem durante a pandemia e com isso, quando o país voltar à normalidade, seguir movimentando a economia, gerando empregos e divisas a nosso amado Brasil.

Em outras oportunidades, os bancos já foram beneficiados com socorro do governo e eles, nos últimos anos em seus balanços, demonstram lucros bilionários. Nada mais justo, que neste momento em que o mundo está em guerra contra um inimigo invisível, não ajudem a matar às galinhas de ouro, ou seja, nós pequenos empresários, responsáveis por boa parte do faturamento bancário.

Pequeno e médio empresários, que nestes dias procuraram algum banco em busca de  financiamento, de capital de giro, para que não cessem seus negócios, ampliando o desemprego em nosso país que já é enorme e que não foram atendidos em seus pedidos,  também estou nesse rol como pequena empresa e já senti o peso do “não” de uma instituição financeira, estamos nos mesmo barco.

Quando o tsunami passar e com a melhoria financeira da empresa, não vou me esquecer de quem me negou a mão na hora do sufoco. Infelizmente em nosso país, há alguns anos, bancos menores foram “comprados” por outros até que, atualmente, são poucas as bandeiras e estas instituições agem, principalmente “as privadas”, como coirmãs, ou seja, você não tem escapatória, é como se fosse um monopólio,

 O brasileiro é forte,  nós somos fortes e vamos sobreviver! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *