Hospital de Barueri indica lavagem das mãos por 50 segundos durante a pandemia

Capa Geral

O Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB), unidade da Prefeitura de Barueri gerenciada em parceria com a SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, reforça a importância da lavagem correta das mãos principalmente diante da pandemia atual. 

A Covid-19 é causada pelo vírus SARS-CoV-2 e algumas formas de transmissão estão justamente ligadas às mãos devido ao contato com pessoas ou superfícies contaminadas. Por isso, a lavagem correta das mãos ainda é a medida de proteção mais fácil e eficiente contra a doença. “A higiene com água e sabão é importante, pois as moléculas de sabão se ligam à membrana lipídica do vírus, provocam seu rompimento e fazem com que as proteínas e fragmentos virais sejam levados pela água. Já o álcool gel, na concentração 70%, é capaz de matar o vírus porque age em suas membranas e proteínas de forma rápida”, explica Priscila Dantas, infectologista do hospital. 

As principais formas de prevenção recomendadas pelo Ministério da Saúde estão diretamente associadas às mãos, como evitar apertos de mãos e abraços, evitar tocar olhos, nariz e boca, e sobretudo lavá-la com de forma frequente com água e sabão ou higienizar com álcool gel 70%. “A higienização das mãos é a medida mais antiga, eficaz e barata de prevenir a infecção relacionada à assistência à saúde. Essa prática reduz significativamente a transmissão de microrganismos”, esclarece Angélica Barbosa, infectologista da unidade. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a lavagem das mãos com água e sabão, com duração média de 50 segundos, deve ser feita quando houver sujidade visível, já a higienização com preparação alcoólica, em média 25 segundos, pode ser feita quando as mãos estiverem aparentemente limpas. É importante ressaltar que a higienização precisa ser realizada nas palmas e nos dorsos das mãos, nas partes internas, externas e nas pontas dos dedos e também nas unhas. 

No HMB, o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) disponibiliza nos principais pontos de higiene, como lavatórios e dispensers de álcool, materiais informativos sobre a lavagem correta das mãos para que os profissionais possam lembrar e seguir o passo-a-passo. O setor também promove atividades lúdicas periódicas para os colaboradores, em especial para os profissionais da assistência direta, sobre a importância de lavar as mãos principalmente em situações específicas. “A adequada higienização das mãos deve ser realizada em cinco momentos: antes de tocar o paciente, antes da realização de procedimento limpo/asséptico, após o risco de exposição a fluídos corporais ou excreções, após tocar o paciente e após tocar superfícies próximas ao paciente”, ressalta Barbosa. 

Vale destacar que a equipe de hotelaria tem reforçado o abastecimento de sabonete líquido e álcool em todos os andares do hospital e que, diante da pandemia, houve instalação de novos dispensers de álcool e disponibilização de frascos nos setores administrativos e nas recepções. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *