Infecção por Covid altera o ciclo do crescimento capilar e desencadeia a queda dos fios

Colunistas Dra Simone neri

De acordo com o Ministério da Saúde, um terço dos brasileiros que tiveram Covid-19 se queixam de perda dos cabelos. Trata-se de uma sequela que até pessoas assintomáticas ou que tiveram sintomas leves da doença se queixam. A perda capilar é uma das sequelas causada pelo coronavírus e isso ocorre porque a infecção altera o ciclo do crescimento capilar desencadeando o eflúvio telógeno.

O fio tem três fases: anágena (fio em crescimento), catágena (fio maduro ainda no folículo) e telógena (fio em queda já na fase final que dura por volta de três meses). A maioria dos fios está em fase de crescimento no couro cabeludo. O eflúvio telógeno é uma condição reversível que ocorre devido à alguma experiência estressante, que faz com que os cabelos que ainda estão em desenvolvimento entrem em uma fase de repouso e após alguns meses caiam. Com isso, eles não completam o ciclo natural de crescimento.

Diante dessa situação é importantíssimo procurar ajuda de um dermatologista especialista em tricologia para iniciar um tratamento que irá frear a queda. O especialista vai pedir exames e indicar as vitaminas certas para fortalecer o organismo e fazer os cabelos voltem a crescer fortes o bastante para completarem todo o ciclo capilar que dura de 6 meses a 2 anos.

Mas é sempre bom lembrar que a saúde dos fios está muito ligada ao seu estilo de vida. A fibra capilar é formada por 95% de proteína, queratina, cisteína, metionina, ácidos graxos e vitaminas. Para o organismo contar com todas essas vitaminas é preciso ter uma boa alimentação e, em alguns casos, fazer uso de suplementos.

Portanto, não perca mais tempo e marque uma consulta com nossas especialistas: dermatologista, tricologista e nutricionista para saber como está a sua saúde e quais os alimentos e vitaminas que suas madeixas precisam para ficarem ainda mais deslumbrantes.

– Dra. Simone Neri – DERMATOLOGISTA E TRICOLOGISTA – CRM 80.919 – Possui 25 anos de formação em Clínica Médica e em Dermatologia. É graduada em Medicina pela Universidade de Santo Amaro UNISA, possui residência em Clínica Médica pela Universidade de Santo Amaro UNISA, residência em Dermatologia pela Universidade de Santo Amaro UNISA, é ex-preceptora do Ambulatório de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro UNISA, médica plantonista do Pronto Socorro do Hospital São Luiz, ex-coordenadora médica do Pronto Socorro do Hospital São Luiz Anália Franco.  Participa ativamente de Congressos, tanto como ouvinte quanto como palestrante e destaca-se na área de Cosmiatria e Estética com expertise no manejo de Preenchedores, Toxinas e Lasers, sendo uma das poucas profissionais da área a dominar a técnica consagrada de MD Codes de harmonização facial. Na área de inovações em técnicas cirúrgicas, participou de um grupo de estudos no Instituto Butantã no tema Toxina Botulínica em Processos Inflamatórios do Couro Cabeludo, com apresentações em Congressos Nacionais e Internacionais. Já na área da Dermatologia Clínica investe exaustivamente em atualizações científicas, com tratamentos inovadores como os chamados Medicamentos Imunobiológicos em doenças crônicas como Psoríase e Hidrosadenite. Atualmente é dermatologista em consultórios próprio em Osasco-SP e em São Paulo-SP, no bairro de Higienópolis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.