Invasão

Colunistas Sem Mordaça

O centro de Osasco, principalmente a Rua Antonio Agú, segundo maior centro de compras do estado de São Paulo, recebe a cada dia um número maior de ambulantes legalizados e clandestinos, para desespero dos comerciantes locais que pagam impostos altíssimos, aluguéis e funcionários, entre outras despesas. Caso medidas não sejam tomadas com urgência, a situação tende a piorar e quem acabará sendo expulsos da cidade serão os comerciantes.

Em casa
Quase seis meses se passaram após a publicação na Imprensa Oficial do Município de Osasco (IOMO), edição 1821 de 20 de março, de ato da mesa diretora suspendendo as atividades normais da Câmara Municipal, como medida de prevenção à pandemia do coronavírus que se instalou no país. Nesse tempo, apenas algumas sessões foram realizadas no sistema online, isto é, sem a presença física de vereadores no plenário.

É muito difícil
Nas eleições municipais de novembro, a disputa a vereador será bem mais concorrida entre os candidatos de três agremiações políticas, PSD, Democratas e Podemos. Num total de 32 candidatos de cada um desses partidos, sabendo que dificilmente serão eleitos mais do que três em cada, a concorrência interna será grande. No PSD temos entre outros na disputa, os vereadores Josias da Juco, Ribamar Silva e Ricardo Silva, ex-vereadores Branco, Dinei Simão e Renato Bonin, Setsuo Mori e Dr. Mario Egami. Já o Podemos conta com os vereadores Toniolo, Lúcia da Saúde e Ni da Pizzaria, ex-vereador Valdomiro Ventura, Carmônio Bastos, Elsa Oliveira e Marcelo Teruel. Enquanto isso o Democratas entre seus candidatos tem três vereadores: Claudio da Locadora, Alex da Academia, Jair Assaf e o ex-vereador Delbio Teruel.

Raspou a trave
Graças a incompetência de alguns times, nas rodadas finais da fase de classificação do Campeonato Paulista da Série A2, o Osasco Audax escapou do rebaixamento. A permanência na Série para 2021 do Osasco Audax, se dependesse dos resultados obtidos nos seus três últimos jogos, após o retorno da paralisação da competição em virtude da pandemia, não aconteceria. Nos três jogos só derrotas, 3 a 1 (Rio Claro), 2 a 0 (São Bento) e 2 a 1 (São Caetano). Entre 16 participantes, o clube de Osasco terminou em 13º lugar, com 15 pontos ganhos, resultado de 3 vitórias, 6 derrotas e 6 empates.

Perigo
A participação das meninas do Audax Osasco no Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino A1 deste ano, está sendo desastrosa. Na edição de 2019, o clube chegou até as quartas de final, mas nesta edição, em sete rodadas foram seis derrotas e um empate, com apenas um gol marcado e vinte sofridos. O empate em 0 x 0 aconteceu no último sábado, no Estádio do Rochdale diante do Minas Brasília do Distrito Federal. Com apenas um ponto ganho, o time está correndo risco de rebaixamento à Série A2 do Brasileiro.

Mapa das Câmaras
Levantamento do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo nos gastos com custeio e pagamento de pessoal nas Câmaras Municipais de 644 municípios, no período entre maio e 2019 a abril de 2020, apontou as cinco primeiras Casas Legislativas com maiores custos, pela ordem, Campinas, Guarulhos, São Bernardo do Campo, Osasco e São Caetano do Sul.

Trio de ferro
Na campanha à reeleição a prefeito de Osasco, Rogério Lins (Podemos) além de uma grande aliança com outras quatorze agremiações políticas, terá o apoio entre outros, de três fortes lideranças políticas, os ex-prefeitos Francisco Rossi, Guaçu Piteri e Jorge Lapas.

Na luta
Na Convenção Municipal do PSDB de Barueri, o prefeito Rubens Furlan em seu quinto mandato e confirmado como candidato à reeleição, em seu discurso referiu-se a prefeitos da região: “feliz em ver uma gama de jovens prefeitos, Rogério Lins, de Osasco, Marcos Neves, de Carapicuiba, Igor Soares, de Itapevi e Rogério Franco, de Cotia, cada um com muitas dificuldades mas fazendo trabalhos extraordinários e isso me mantém vivo, me mantém em pé e na luta”.

Ladrões, não!
Segundo Furlan, muitos querem criminalizar a política, que só tem bandido. “Tem bandido em todos os lugares e atividades. O verdadeiro político é um homem público, um brasileiro com sensibilidade, com determinação, com vontade para mudar o estado social das pessoas. Conheço muitos assim. Agora não podemos permitir que ladrões entrem na política”, disse Rubens Furlan.

Repeteco
Osasco terá mais uma vez Rogério Lins e Ana Maria Rossi, candidatos a prefeito e a vice, Barueri segue o mesmo caminho e terá de novo Furlan e Beto Piteri como candidatos e no feriado de 7 de Setembro a Convenção do PSDB de Carapicuiba confirmou Marcos Neves e Gilmara Gonçalves, atualmente prefeito e vice, respectivamente, candidatos à reeleição.

No apagar
Das luzes. No último dia, 16 de setembro, para a realização das convenções municipais referentes às eleições deste ano, o Diretório do PSDB de Osasco que se encontra sob intervenção do PSDB Estadual, realizará a sua convenção onde será definido se lançará candidato a prefeito ou apenas irá compor a aliança de partidos em apoio à chapa majoritária do atual prefeito Rogério Lins, do PODEMOS, candidato à reeleição.

Onze
O tucano Marcos Neves (PSDB) terá em sua tentativa de reeleição o apoio de dez (10) agremiações políticas, a saber: PODEMOS, PATRIOTA, REPUBLICANOS, DEMOCRATAS, MDB, PL, PSC, PV, AVANTE e PSB.

Treze
O também tucano Rubens Furlan, prefeito de Barueri já em seu quinto mandato, tentará mais uma vez ocupar a cadeira de prefeito e para isso, além do PSDB a chapa majoritária formada por Furlan e Beto Piteri terá o reforço de uma coligação de mais doze (12) partidos, a saber: AVANTE, DEMOCRATAS, PC DO B, PDT, PL, PRTB, PSC, PSL, PTB, PTC, REPUBLICANOS E SOLIDARIEDADE.

Quinze
A chapa majoritária a ser homologada na Convenção Municipal do PODEMOS neste sábado, 12, terá como candidatos à reeleição a prefeito e vice de Osasco, Rogério Lins e Ana Maria Rossi, respectivamente e a coligação majoritária será formada por PODEMOS, REDE, PSD , PSB, PATRIOTA, MDB , PDT , AVANTE , PROGRESSISTAS , PTC , PL , DEMOCRATAS , CIDADANIA, PC DO B e PMB. Pode ampliar esse número dependendo da Convenção Tucana marcada para o próximo dia 16.

Confirmado
No feriado de 7 de Setembro aconteceu a convenção municipal do PRTB e nela foi homologada a chapa majoritária encabeçada pelo agora candidato a prefeito de Osasco, pastor Reinaldo Mota tendo como vice na chapa o empresário Verissimo de Souza e também definidos os candidatos a vereador.

Eliminado
O conceituado profissional da área odontológica e empresário Alexandre Bussab, ontem figura de destaque no PSL de Osasco e que nas últimas eleições concorreu a deputado estadual, tinha como objetivo há muito tempo, concorrer a prefeito de Osasco. Deixou a agremiação partidária e filiou-se ao PRTB mas não teve sucesso, pois o comando do partido em Osasco está com Reinaldo Mota e este acabou sendo confirmado candidato a prefeito, acabando com a possibilidade de Bussab disputar a prefeitura em 2020 pela legenda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *