João Arantes, um exemplo a ser seguido

João Arantes começou a lecionar em 2001, em cursos de pós-graduação, à noite, foi professor na USP nos cursos de Especialização de Gestão de Projetos do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da USP, da FIA, do Instituto Mauá de Tecnologia, da FEI e de outras instituições de ensino superior. “Adoro lecionar, trocar ideias, desenvolver projetos. Lecionar é uma experiência riquíssima: o professor aprende muito ao preparar aulas, ao trocar conhecimento com os aluno(a)s e com os parceiro(a)s comunitários. Lecionar é uma grande diversão, e ainda sou pago para fazer o que gosto!”
Ele é engenheiro mecatrônico de profissão, trabalhou como engenheiro na Marinha, em diversas funções técnicas e gerenciais, inicialmente no Instituto de Pesquisas de Marinha e posteriormente no Centro Tecnológico da Marinha. “A Marinha me deu oportunidade de realizar mestrados no Instituto de Tecnologia de Massachusetts e mestrado e doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Aposentei-me na Marinha como Capitão de Fragata, do Corpo de Engenheiros da Marinha, e a partir daí pude me dedicar integralmente ao ensino e pesquisa.”

Em 2014,a relação com Osasco ficou mais próxima. “Resolvi prestar concursos para Universidades Públicas. Prestei o concurso na Unifesp Osasco para a disciplina ‘Elaboração e Gestão de Projetos’ e fui aprovado em primeiro lugar.”

Mas ajudar o próximo é algo que o professor João Arantes sempre cultivou, ele começou em 2001, na da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, por convite do Professor Nilton Nunes Toledo. “Eu lecionava a disciplina “Simulação de um projeto”. Esta disciplina era oferecida ao final de dois anos do curso de especialização. A disciplina tinha por objetivo permitir que os alunos colocassem em prática os conceitos adquiridos ao longo do curso de especialização.O meu objetivo era desafiar os alunos para que realizassem projetos práticos em prol de instituições que prestassem apoio a pessoas em condições de vulnerabilidade social (asilos, orfanatos, instituições que prestam apoio a crianças com câncer, instituições que auxiliam moradores de rua, antigos leprosários, hospitais, instituições que atendem a vítimas de violência sexual, etc.).Eu queria que os alunos aprendessem fazendo, criando algo útil à sociedade. Eu achava ( e ainda acho!) que, além de aprender técnicas de gestão de projetos é importante que os alunos desenvolvam seu o senso de cidadania.”

De 2002 a 2014 foram desenvolvidos na USP pelo professor 222 projetos para 40 instituições. Cento e doze projetos levaram à aquisição de bens, tais como carros, instrumentos musicais, alimentos, brinquedos, materiais escolares, materiais de higiene, livros, móveis, condicionadores de ar, geladeiras, roupas, materiais de pintura, televisores, computadores, máquinas de costura e mesas de sala de aula. e cadeiras. Vinte e nove projetos levaram à renovação das instalações dos parceiros comunitários, incluindo a substituição de pisos, instalação de novas janelas e vasos sanitários, substituição de cabos elétricos, instalação de grama artificial, modernização de áreas de playground, construção e pintura. Vinte e quatro projetos resultaram no desenvolvimento de produtos como vídeos, livretos, livros e na melhoria da paisagem das instalações. Vinte e dois projetos levaram ao desenvolvimento ou customização de produtos de tecnologia da informação, incluindo bancos de dados, websites e softwares financeiros. Vinte e um projetos levaram à criação de eventos como workshops, eventos de angariação de fundos, feiras profissionalizantes e atividades com crianças e idosos. Catorze projetos levaram ao desenvolvimento de campanhas de marketing trazendo visibilidade aos parceiros comunitários e ajudando-os a recrutar voluntários e obter recursos. Seis projetos arrecadaram fundos para atividades de como visita a museus e parques. “Na verdade não é uma ajuda: é uma troca. Na verdade não sou eu quem ajuda: todos nós ajudamos e somos ajudados! As instituições dão a oportunidade aos alunos para que eles exercitem seus conhecimentos em gestão de projetos; os projetos levam à criação de produtos e serviços que beneficiam as pessoas atendidas pelas instituições. Ou seja, todos ganham. Ganham os alunos por terem uma experiência que extrapola os muros da escola e por se tornarem melhores cidadãos. Ganham as instituições por receberem apoio para realizar atividades com população carente. E quem ganha mais com tudo isso é a sociedade: crianças, idosos, pessoas portadoras de doenças graves e/ou deficiência física/mental, moradores de rua, etc.”

De 2014 a 2019 os alunos da Unifesp Osasco realizaram 150 projetos (9 estão em andamento).Os projetos foram feitos em prol de 20 instituições: Associação Cristã Caminhos da Verdade ( ACCV), ASES Claretianos, Casa assistencial amor e esperança (CAAE),Grupo de ação assistência, promoção e integração social (GAAPIS), Lar São José, Instituto Herdeiros do Futuro, Instituto Fazendo História, CECCO Ibirapuera, Grupo Luz Assistência e Orientação, Comunidade de Impacto, Unidade para Reabilitação de Deficientes Visuais, Organização Toca do Estudante, Santa Casa de São Paulo, Centro de acolhida especial de idosos, Casa Taiguara, APOIO (instituto de longa permanência de idosos Jacanã),CCA Parque Mandy, ONG A gente ajuda, ONG Tijolinho e Instituto Inspara. Fizemos projetos também em prol da biblioteca da Unifesp Osasco. “Os meus alunos aprendem com seus erros e acertos. Aprendem observando as ações dos seus colegas em outros projetos. Aprendem com os parceiros comunitários. Os cursos que leciono não são fáceis: são árduos e trabalhosos. Mas tenho certeza absoluta que os aluno(a)s aprendem gestão de projetos. E gostam!”

Para ser uma das beneficiada pelos projetos do professor João Arantes basta entrar em contato com ele. A instituição tem que atender dois requisitos básico: 1) ser uma instituição séria e íntegra. 2)Seus dirigentes tem que disponibilizar alguém para interagir com os alunos, de uma forma educada e respeitosa ao longo de todo o projeto.

Mais informações sobre os projetos acadêmicos estão em: www.gerenciadeprojetos.com
Maiores informações sobre as outras disciplinas que leciono podem ser vistas em: www.joaoarantes.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here