Osasco vai ganhar 27 mil novas luminárias de LED

Capa Cidades

As ruas do Jardim Munhoz Jr. serão as primeiras da zona Norte a receber iluminação com lâmpadas LED do Projeto Ilumina Osasco. Já foram instaladas 28 luminárias no bairro, distribuídas nas ruas do Patrocínio Paulista, Luciano Melli e Arapuã. O prefeito Rogério Lins foi conferir a nova iluminação das três vias na quinta-feira, 13.

As lâmpadas iluminam um raio maior de via pública com mais claridade e consomem menos energia. Está prevista a implantação de mais de 27 mil novas luminárias  nos próximos meses, o que elevará para 90% o total de lâmpadas com esta tecnologia na cidade. Osasco conta atualmente com 35.300 pontos de iluminação pública. Desse total, mais de 5 mil já passaram por substituição.

Do total de novas lâmpadas, 2.500 são luminárias decorativas a serem instaladas em praças e parques.

A ação de modernização acontece por meio de recursos da Contribuição de Iluminação Pública (CIP), visa atender as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), e promover mais eficiência energética, como a economia no consumo de energia.

Entre os benefícios da nova iluminação estão a redução de acidentes noturnos, facilidade do fluxo de tráfego e também auxílio à proteção policial, com ênfase na segurança dos indivíduos e propriedades.

Estima-se que haverá uma economia de, no mínimo, 40% no consumo de energia em comparação com as convencionais, e redução no custo de manutenção devido à vida útil das luminárias LED. Enquanto as luminárias em vapor de sódio apresentam taxa de falha em torno de 6%, as de LED é de cerca de 1%. “O Munhoz Jr. é o primeiro bairro na zona Norte a receber a nova iluminação, garantindo mais segurança e qualidade de vida à população”, disse o prefeito.

Os moradores aprovaram a novidade. “A entrada da minha residência está mais iluminada. Traz um pouco mais de tranquilidade, porque não consigo dormir enquanto meu filho não chega em casa. Ele sai tarde do trabalho. Eu e outras vizinhas até voltamos a fazer caminhada à noite”, disse a dona de casa Maria Magalhães Silva, 68 anos, moradora da rua Luciano Melli.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *