Quem me quer

A partir de 1 de janeiro, tem início o ano eleitoral. Na região os maiores destaques são Osasco e Barueri; orçamentos municipais que somados ultrapassam seis bilhões de reais. Osasco está um pouco à frente de Barueri com cerca de 3 bilhões e 300 milhões, essa a estimativa para 2020. Claro que é expectativa de arrecadação, e nessa previsão cabe ao Legislativo analisar e aprovar a LOA (Lei Orçamentária Anual) que mostra detalhadamente onde serão aplicados os investimentos futuros. A maior parte do bolo, retirando um enorme percentual para o pagamento de servidores e repasse obrigatório ao Legislativo, fica primeiramente a educação seguida da pasta da saúde.

 

Mais de três bi pra Osasco

Com tamanho orçamento, os olhos de políticos se viram para o Paço Municipal. Por enquanto um jogo de xadrez onde haverá o xeque mate no mês de outubro no dia 4 e se houver segundo turno, no dia 25. A diferença desta vez é a ausência de Celso Giglio, morto em 11 de julho de 2017. Uma grande perda para cidade sempre com uma enorme quantidade de votos a seu favor. Nas eleições de 2012 foram anulados e 2016 com ótima previsão de vitória e de novo a Lei da Ficha Limpa novamente tirou o famoso médico do páreo.

 

Para onde vão esses votos?

Uma indagação que segue sempre na boca dos formadores de opinião: Para onde vão os votos dos fiéis eleitores de Giglio. Lindoso? Rogerio Lins? Emidio? (PSDB, Podemos e PT, respectivamente) Outros nomes devem entrar nessa lista, mas desde já antecipamos que pelo menos 50% dessa herança deixada por Giglio sempre foi de conservadores, que lá atrás já votavam em Francisco Rossi e depois passou a votar no médico do Samdu após ser vereador e deputado estadual. Uma eleição em que todos terão apenas 45 dias para convencer, ganhar o voto conquistando os apoiadores de Giglio.

 

Lins à frente

Rogério Lins sai na frente. O óbvio de estar no comando da máquina administrativa municipal, e levar uma grande vantagem. O passado mostra que quem está no comando, dificilmente deixa de ficar em primeiro nas pesquisas. A escolha do vice deverá ter um grande peso a todos os pretendentes. A cautela na escolha é sempre deixar para última hora. Aceitar ou declinar nomes logo de início é uma tremenda bobagem.

 

Lindoso, o interventor  

Na batalha do comando do PSDB de Osasco o vereador Dr. Elissandro Lindoso saiu na frente e passou a ser o presidente da sigla em Osasco. E claro que a partir de agora novos rumos podem ser tomados com a judicialização da questão, prometidas pelo vereador De Paula e pelo então presidente Silas Bortolosso. A justificativa da intervenção foi que José Carlos Vido em 2018 secretário do diretório, deixou de apoiar João Doria para governador. Como o Podemos, partido do prefeito Rogério Lins apoiou Marcio França, Vido seguiu o mesmo caminho.

 

Não se dão por vencidos

Na justificativa do vereador Dr. Lindoso, não houve nenhuma punição ao então secretário da Saúde Carlos Vido. Para ele, caberia ao então presidente vereador De Paula, formar uma comissão para uma exemplar punição. Com isso, um pedido de uma senhora filiada justificou que toda a nova executiva fosse afastada. E foi o que ocorreu. O diretório estadual interveio e nomeou Elissandro Lindoso presidente e Vivaldo Gerônimo tesoureiro. E mais três membros: Claudomir do Nascimento, Kelly Soares e Pedro Luiz Eloy. Para membros da ex-executiva do diretório, a liminar pode ser a solução para o retorno de todos.

 

KAICEDO

Em 13 de maio de 2005, às sete da manhã, iniciava no Conjunto dos Metalúrgicos um novo time de futebol de várzea denominado Kaicedo. A formação surgiu de uma ideia de um morador de fora do bairro, mas um assíduo frequentador do famoso Bar do França. O comentário, diz França, é que haviam muitos frequentadores da considerada velha guarda que gostavam de bater uma bola nos momentos de folga. “Com a chegada do Rodoanel, o antigo campo da comunidade deixou de existir. A ideia do frequentador do bairro vizinho que atendia por Carneiro era se organizarem para pagar o aluguel no Super Minas, um campo ao lado do Metalúrgicos. Aceita a sugestão, e passados 14 anos, o time todas as manhãs de domingo pratica o esporte mais popular do mundo; agora num campo dentro do Metalúrgicos, no Parque Manoel Manzano. Em todos os finais de ano, o Kaicedo se reúne e promove uma confraternização com a participação dos familiares. Parabéns a todos.

 

Ilustre visita

Essa semana esteve na Câmara Municipal de Osasco o ex-senador Magno Malta. A visita foi ao presidente da Casa, Ribamar Silva. “Ele dedicou 16 anos de mandato no Senado na luta dos Direitos das Crianças e ao combate ao tráfico de drogas, dirigindo importantes CPIs para o Brasil, como a CPI da Pedofilia e a do Narcotráfico. Um homem de Deus cuja vida é para servir ao povo. Foi uma grande oportunidade de aprender com esse grande líder que tanto tem a nos ensinar com suas experiências. Obrigado mais uma vez, Senador, por me inspirar com sua vida. Foi uma grande benção recebê-lo em nossa cidade”, enalteceu Ribamar nas redes sociais.

 

Novo diretório

Loraine Malagueta tomou posse como presidente na nova executiva do Republicanos (ex-PRB) de Osasco. O ato ocorreu nesta semana no plenário da Câmara Municipal da cidade com presença de várias autoridades do estado e município, além de representantes de outros partidos políticos. Em um plenário lotado, quem abriu os discursos foi o marido; o vereador Lindoso. “É importante destacar como as mulheres têm aproveitado as oportunidades, principalmente no movimento político, elas deixaram de ser uma cota e passaram a ser necessidade em nosso meio. Quero parabenizar a Loraine e desejar muito sucesso à frente do Republicanos em Osasco, este partido que tem feito diferença em todo o país vai fazer história aqui na nossa cidade”, disse Lindoso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here