Televisão que chora

Ainda lamentando a morte incrivelmente absurda do Gugu. E sempre gosto de citar, eu gostava de assistir os seus programas. Não sou do time que hoje lamenta, mas não assistiam. Não gosto de falsos intelectuais. Aqueles que não gostam de algo popular.

E todas emissoras de alguma forma fizeram sua homenagem ao apresentador. Na Record apareceu até o Rodrigo Faro perguntando da audiência. O que eu acho? Normal. O show tem que continuar. E o próprio Gugu também perguntaria da audiência. Só quem não entende de televisão pode se ofender com isso.

Aproveitando…

Uma coisa bem boba que vem acontecendo com freqüência. Reportagem no ar e a emissora ficar mostrando a cara do apresentador. Isso é horrível. Chato demais. Sem falar que o apresentador precisa ficar fazendo caretas forçadas.

Ainda sobre o Gugu…

Certa época ele colocava qualquer material dentro de um microondas para ver o resultado. Lembro o dia que ele colocou um sabonete. Foi bem engraçado e interessante.

Eu também sonhava conseguir pegar um paraquedas de brinquedo que o repórter do atirava de cima de um helicóptero.

Sem falar que o Gugu entrevistou o Roberto Bolaños. O eterno Chaves. Isso já vale muito. Gugu é mais um apresentador que entra para história da televisão brasileira.

Mudando de assunto…

O último fim de semana foi de jogos de futebol importantes. Só não gosto quando a televisão fica o dia inteiro mostrando a mesma coisa. O mesmo assunto.

Só para dizer…

“A Escrava Isaura” continua ótima na Record. Boa reprise.

E não tem nada a ver, mas…

Estou assistindo agora pela internet o filme “Minha Fama de Mau” (inspirado em um livro lançado pelo genial Erasmo Carlos. Recomendo o filme e o livro.

E sobre jornalistas esportivos…

Torcedor de futebol  normalmente confunde tudo e o lado passional faz o cidadão falar muita bobagem. E a imprensa tem muita culpa nisso.

Sobre sites de fofoca…

Gosto de alguns deles (apesar de que eu prefiro ser critico de TV). E tem um site que está demais, tem notícia até do mundo dos mortos. Genial!

Falando da minha mãe…

Ela está em dúvida, não sabe se gosta mais de “Éramos Seis” ou “Bom Sucesso”, ambas da Globo.

E algo que eu já falei, mas vou repetir…

O “Altas Horas” do Serginho Groisman é bem legal. Mas o programa global tem um defeito. São muitos convidados, muita gente participando. Isso atrapalha.

E minha saudade vai para…

Tônia Carrero.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here