Uma Televisão Intensa

Colunistas Márcio Torvano
E algo que era do passado e voltou…

Novela avisando que aquilo tudo é de mentirinha, que não é de verdade. Ainda hoje tem bobo que discute com trama de telenovela. Tem gente que discute até com novela antiga. Cada coisa que eu escuto por aí.

Só não é pior do que discutir com piada.

Eu já aprendi separar obra de ficção de realidade. Graças a Deus!

E na última quinta estava eu ouvindo Gonzaguinha. E lá se vão 30 anos de sua morte. Exatamente na quinta feira. Gonzaguinha é bom sempre. Igual ouvir Cazuza e Renato Russo. Todos são atuais. Mesmo não sendo.

Estava aqui pensando…

Certa época eu ouvia que o “Big Brother”, Globo, era um programa menor. Só gente com pouco cérebro assistia. Hoje em dia é ao contrário. Os “intelectuais” assistem.

Quando isso mudou?

E leio neste momento que o Faustão vai trabalhar na Band.

Alguns detalhes.

O Faustão definido em outra emissora. Acho que sai antes da Globo.

Dizem que vai assinar contrato de cinco anos. Não acredito que a emissora tenha fôlego. E nem o apresentador vai aguentar tanto tempo assim.

Faustão na Globo é uma coisa, Faustão na Band é outra.

Mudando de assunto…

Ano passado era tudo live. Agora tudo é podcast. E tudo vira notícia em programa de fofoca. Coisa bem chata.

Algumas coisas que sempre falo…

Volta José Mayer!

Volta “Vídeo Show”!

O que eu não gosto?

Jornalista fanático político querendo mostrar que é isento.

Só para citar…

Faz tempo que o Silvio Santos não apronta uma daquelas. Tipo criar uma nova “Casa dos Artistas”.

Falando em SBT…

E ontem teve mais uma “A Praça é Nossa” inédita e com dois bancos. E com o som bem melhor. Cada dia gosto mais e mais.

E minha saudade vai para…

Atriz Miriam Pires.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *