Viaduto do Parque Imperial começa a ser liberado ao trânsito

Capa Cidades

O viaduto fica sobre parte do túnel do Rodoanel Mário Covas e próximo à Emef Rita de Jesus, na Rua Duarte da Costa. Com cerca de 180 metros de extensão com 10,5 metros de largura, duas faixas de rolamento e passagem para pedestres, o viaduto visa também facilitar a saída do Parque Imperial.


 

A Prefeitura de Barueri liberou na tarde de quinta-feira (dia 6), o mais novo benefício viário da cidade: o viaduto do Parque Imperial. O acesso ainda é provisório, mas já melhorou, consideravelmente, o tráfego local. Os usuários comemoram a iniciativa do governo municipal.
O projeto complementa-se ainda com o alargamento da avenida João Rodrigues Nunes e da rua Chico Mendes. O prazo previsto para a entrega definitiva da obra, incluindo o viaduto, está previsto para o primeiro semestre de 2019.
Dentre as etapas não finalizadas, até a liberação do acesso provisório, incluem-se serviços como o de rebaixamento da pista na entrada do Parque Imperial. Outra parte importante será a remoção de postes, ao lado das torres de alta tensão, na cabeceira do viaduto.
No trecho de subida da rua Chico Mendes foi construído um muro de arrimo, o que possibilita aos veículos pesados ganharem uma faixa de rolamento, sentido Parque Imperial. Com isso, libera-se o tráfego para a circulação de carros leves.
Em frente à escola Rita de Jesus, ao lado da rotatória, o projeto tem incluso, também, a construção de uma baia de ônibus, para melhoria do acesso e do ponto já existente.
O viaduto fica sobre parte do túnel do Rodoanel Mário Covas e próximo à Emef Rita de Jesus, na Rua Duarte da Costa. Tem como objetivo tornar o trecho viário mais retilíneo, possibilitando maior fluxo ao trânsito e segurança aos pedestres.
Com cerca de 180 metros de extensão com 10,5 metros de largura, duas faixas de rolamento e passagem para pedestres, o viaduto visa também facilitar a saída do Parque Imperial. O equipamento interliga-se, por meio de outras vias, com Osasco, jardins Mutinga, São Vicente de Paula e Santa Cecília; Alphaville e Tamboré.
A área, onde passa o viaduto, é a mesma onde, em junho de 2016, ocorreu um desmoronamento de terras, em consequência de forte chuva, e o acesso de veículos ao bairro chegou a ser interrompido. Na época, dois postes caíram deixando os moradores sem energia elétrica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *