Câmara anuncia criação da Comissão de Ética e atualização do Regimento Interno

Capa Política

A Câmara Municipal de Osasco já começou a discutir a criação da Comissão de Ética e a atualização do Regimento Interno da Casa. Essas ações devem começar a ser desenvolvidas neste ano e foram decididas na primeira reunião da Mesa Diretora, na manhã desta quarta-feira (13).
O encontro, conduzido pelo presidente da Câmara, vereador Ribamar Silva (PSD), teve ainda a participação dos vereadores Josias da Juco (PSD) – 1º vice-presidente, Rogério Santos (PL) – 1º secretário, Pastora Cristiane Celegato (REP) – 2ª secretária, Carmônio Bastos – 3º secretário e Julião (PSB) – 4º secretário.
De acordo com Ribamar Silva, o primeiro encontro oficial da nova Mesa Diretora foi bastante produtivo e serviu para discutir as ações que serão realizadas durante o biênio, com ênfase na modernização da Casa, na criação da Comissão de Ética e a revisão do Regimento Interno.
A atualização do Regimento é fruto de um trabalho iniciado no ano passado, quando vereadores e servidores participaram de uma oficina do Senado Federal em Osasco, realizada em parceria com a Escola do Parlamento da Câmara de Osasco.
No encontro desta quarta, o assunto foi levado pelo vereador Rogério Santos e prontamente acolhido pelos demais parlamentares. A ideia é revisar o Regimento como forma de aprimoramento dos trabalhos da Casa.
Já a Comissão de Ética é um assunto que vinha sendo debatido desde 2019. Agora, a intenção é que o tema entre em pauta nas primeiras sessões do ano, após o término do recesso parlamentar, em fevereiro.
Acolhimento
A nova Mesa Diretora é composta por quatro vereadores veteranos e três em primeiro mandato. Essa composição heterogênea já começa a render bons frutos, como explica a vereadora Pastora Cristiane Celegato. “É uma honra poder participar da Mesa já na primeira legislatura. Aprendo demais com os meus colegas”.
Também novato, o vereador Carmônio Bastos elogiou a forma como todos foram acolhidos no primeiro encontro da Mesa. “Foi uma recepção de acolhimento e de muitas orientações”, explicou.
Bastos acredita que a liberdade dada pelo presidente Ribamar será fundamental para que todos tenham voz no parlamento e possa produzir bons resultados para a cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *