Cettimo Fiorita celebra 92 anos e é homenageado em evento cívico

Toda quarta-feira, Osasco realiza um evento cívico organizado por Sebastião Bognar. Ele lançou o programa Nossa História quando era secretário da Cultura, mesmo fora da pasta ele deu andamento.

Na última quarta-feira no calçadão da Antônio Agu e em frente ao Osasco Plaza Shopping, o diretor de Relações Institucionais da Prefeitura de Osasco Sebastião Bognar recebeu cidadãos para o reconhecimento cívico semanal. Do grupo de cinco convidados, destaque para Cettimo Fiorita que sábado passado completou 92 anos. Ele é a terceira geração dos pioneiros de Osasco. “Mas eu não sou osasquense”, diz com sorriso largo. E explica: “Nasci em março de 1927 e, claro, naquela época isso aqui era um pedacinho de São Paulo. Portanto, sou paulistano.”
O pai dele, Antônio Fiorita, tem tudo a ver com a história da emancipação porque cedeu a residência para as primeiras reuniões que rascunhavam a independência política. A família Fiorita morava na rua André Rovai e a colônia italiana fazia-se forte na região. Os avós de Cettimo Fiorita chegaram da Europa em dezembro de 1894 e fixaram residência em Descalvado. Conhecendo a vastidão que era Osasco naquela época, logo se aproximaram do compatriota Antônio Agu e as conversas eram regadas a bom vinho. Cettimo conta que o pioneiro Agu foi quem insistiu para que os “Fioritas” comprassem um terreno porque a região prometia – o terreno era do próprio Agu. “Sim, fizeram negócio”.
A família cresceu, os anos avançaram e Osasco chega a 1945, período de intensa turbulência mundial. No bairro paulistano era fundada a Sociedade Amigos de Osasco e muitas reuniões aconteciam no lar Fiorita. Cettimo tem esses fatos bem recentes na memória, como também sabe contar com detalhes como era aquele lugar do evento de anteontem quando criança. “Aqui era tudo mato e uma área de muita lama, nós éramos um pedaço esquecido de São Paulo. Após muitos anos de lutas tivemos a vitória em 1962”, diz ao pisar forte no calçadão.
Ele casou-se em janeiro de 1953 com Antonietta Sorrentino e ambos se orgulham sobremaneira da filha Eva Fioritta, arquiteta cujo nome assina muitas e muitas obras em Osasco. E o legado Fioritta estende-se aos netos Leandro e Nayza, geração de agora e responsável por cultivar a tradição histórica da família.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here