Como está sua conta bancária da vida?

Pela primeira vez na minha vida tive coragem de fazer a divisão das minhas finanças, por um mês juntei as notas em cima da geladeira, reservei um tempo e toda feliz me sentei para entender para onde ia o meu dinheiro.
O resultado final me surpreendeu. A triste realidade em descobrir que investia em coisas que sequer me completavam, não precisava, e que não me realizavam de nenhum modo. Me questionei: Qual sentido de tudo isso?
Nesse dia percebi que valorizava o que não tinha valor, e tomei uma decisão, encontrar um sentido na minha jornada de vida.
Você já parou para pensar, qual a razão de tudo que faz? Onde espera chegar? Por que faz o que faz?
Se hoje fosse o último dia da sua vida, teria vivido de uma forma satisfatória? Teria orgulho de você?
Percebi que nada me foi imposto, eram minhas escolhas inconscientes, mas eram escolhas, levada pela corrente da vida cotidiana. Esse choque de realidade me permitiu ter mais consciência em como gastaria muito mais que meu dinheiro, mas o meu tempo de vida.
O melhor momento que você tem para ser mais feliz, é aquele que desperta e passa a acreditar que merece uma vida de realização, de prosperidade e de alegria. Pensar assim já é o primeiro passo.
Pensando na vida como uma enorme conta bancária, onde você separa tudo que deposita e subtrai, igual a minha conta financeira, você estaria em débito ou em crédito consigo mesmo?
Quais os sonhos que você quer viver? Acorde e viva-os agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here