Quem tem boca vai a Roma

Colunistas Talita Andrade

Di.á.lo.go. substantivo masculino (mas não muito utilizado por ambos os gêneros).

  1. Fala em que há a interação entre dois ou mais indivíduos. Discussão entre duas partes, troca de ideias.

Uns usam a boca demais, outros usam para quase nada! E dão lugar a frustração, relações vulneráveis e pessoas infelizes.
Relacionamentos precisam ter comunicação mútua. Não tem como algo dar certo se só um lado se expressar, enquanto o outro engole e se flexibiliza.
Vejo muita gente infeliz por não saber conversar. Que medo é esse, que domina a ponto de preferir ficar angustiado, ao invés de arriscar a dizer o que sente?
Talvez o problema que você acha que vai arranjar ao falar, nem seja real, no final. Tudo vai depender da forma, o jeito com que é falado. Seja o que for!

Talvez o que parece ser pesado ou desconfortável para você, não seja para o outro. É uma questão de expectativa baseada na sua ótica, ou um achismo precipitado ao ponto de vista alheio.

Está chateado? Fale. Está inseguro? Fale. Está insatisfeito, infeliz, cansado, desapaixonado? Fale sempre!
Devemos a nossa honestidade ao próximo, mas acima de tudo, precisamos ser honestos conosco. Entender e respeitar o que você sente, é uma forma inteligente de mostrar para o outro o que você sente e que isso é importante.
Não fique preso a tempo, momento e hora certa. A hora de se sentir bem é toda hora. O dia de tentar alinhar acordos e assuntos, tem que ser todos os dias.
Na maioria dos casos, quando nos calamos, o outro entende que estamos bem e confortáveis. E assim, muitas relações são desgastadas, pela falta de expressão.

No final, melhor sofrer por ter dito, do que lamentar a falta de tempo por ser tarde demais. Amor é construção, cada um tem seu valor, seu sentimento e seu mérito. Assim como amizade e família. E eu nunca vi um bloco virar parede firme sem a junção do cimento.

Vá atrás do seu ideal, conquiste seu espaço, seu relacionamento, seu trabalho. Não tenha vergonha, nem medo, nem indisposição. Ao contrário, tenha coragem, seja forte e destemido. Mas saiba dosar, a linha tênue entre a arrogância e a sinceridade é bem estreita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *