Discussão por causa de fumaça de cigarro deixa um morto em Barueri

Capa Cidades

Quatro pessoas foram baleadas e uma morreu em Barueri na noite deste domingo (11). Uma das vítimas é um guarda civil municipal e o tiroteio teria ocorrido por causa da fumaça de um cigarro.

De acordo com informações da polícia, a confusão ocorreu em um bar durante uma festa de aniversário, por volta de 21h, no cruzamento da rua Poeta Raimundo Corrêa com a avenida Brigadeiro Manoel Rodrigues Jordão.

A discussão começou porque uma mulher estava incomodada com a fumaça do cigarro de outra pessoa. Em seguida, Ronaldo Siqueira, de 41 anos, apareceu e agrediu a mulher e atirou contra o namorado dela.

O guarda civil municipal Ivan Félix de Souza, de 36 anos, que estava de folga, interviu durante a briga. Os dois foram para a rua e começou o tiroteio.

Por sua vez, o guarda foi atingido por cinco tiros e socorrido ao Hospital Francisco Moran. A polícia informou que ele passou por uma cirurgia e que não corre risco de morrer. Ele trabalha em Itapevi, cidade vizinha, e estava de folga no momento da confusão. A arma do agente foi apreendida e vai passar pela perícia.

Siqueira foi levado para o pronto socorro Jardim Silveira, que fica a dois minutos do local do crime. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu. Ainda segundo a polícia, o homem tinha uma longa ficha policial. Já esteve preso por porte de arma, cárcere, assassinato, formação de quadrilha, tráfico e ameaça.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Barueri.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *