Eu malho pra comer!

Sustentar a saúde e o corpo em dia nem sempre é tarefa fácil se tratando de uma rotina agitada nos dias de hoje, torna-se quase uma missão impossível principalmente quando acercar-se de metas inacessíveis, onde, dentro de uma rotina fatigante acaba se frustrando quando o esperado não acontece.

Em algum momento da vida você fez a promessa que agora iria fazer uma atividade física e até se matriculou na academia e se propôs a comer direitinho para eliminar aqueles quilinhos extras? E passado o período de empolgação, se sentiu impotente, pois cumprir aquelas metas estava sendo insustentáveis?

Pois é, essa pressa em querer o corpo dos sonhos se torna até compreensível, afinal o que mais presenciamos é perfis, mídias, revistas perpetuando e idolatrando o quão importante é ter um corpo de artista e acaba caindo nas armadilhas que a sociedade impõe, tenha um corpo perfeito e esbanjará saúde, sendo que a realidade é bem diferente, não é de um dia para outro que se conquista um corpo formidável, nem se restringindo ou passando horas malhando,sem contar que magreza não é sinônimo de saúde.

Não generalizando, mas em alguns casos a atividade física é vista como válvula de escape dos exageros: “eu malho para poder comer o que eu quero” ou “eu malho porque comi demais”… Esse raciocínio é equivocado e pode interferir negativamente na sua relação com a comida.

Se você busca uma atividade física para “se dar ao direito” de comer sem critério, possivelmente vai permanecer fracassando com os resultados que talvez nem chegue. É comprovado que atividades excessivas sem uma reavaliação na alimentação não é eficaz e nem duradouro.

Meramente porque o nosso corpo não é uma instrumento simples, fruto de uma simples contagem de calorias, além disso, o gasto calórico que você tem em determinada atividade é individual e inexpressivo diante de exageros alimentares.

Se ao ler esse texto e se identificar, é hora de reavaliar seu contexto e começar a ver o exercício físico como um aliado para atingir o seu objetivo e não como uma punição por comer exageradamente ou como uma “autorização” para comer mais do que você necessita.

Se você malha só com o objetivo de emagrecer, atitudes como essas podem levar a frustração e acabam por ter um efeito contrario,dificultando o alcance do seu objetivo.

Por isso, mude o foco e mexa-se! A atividade física juntamente com uma alimentação equilibrada e com qualidade é a forma mais eficaz de precaver uma série de doenças, ter uma excelente qualidade de vida e conquistar longevidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here