Karina Kruger: crescimento, exaustão e o cuidar de sí mesma

Colunistas Correio 2 Kel Larangeira

Karina Kruger Dias (38) paulistana cheia de energia, criada com muito amor e aprendizados sobre a importância dos estudos, seus pais a incentivaram a obter suas conquistas e independência.

Filha de pedagoga, comenta que sua mãe, sempre se preocupou em acompanhar sua educação, apesar de parar de trabalhar em empresas, após ter o segundo filho, sua mãe sempre ganhou seu próprio dinheiro, fosse vendendo jóias ou depilação.

Relembra que sua mãe, é a típica mulher que tem prazer em cozinhar, estar com a família e se realizada, mas para ela seu lado profissional sempre falou mais alto.

Na infância recorda-se que a matemática e a liderança sempre foram habilidades natas, brincava com suas bonecas, dando aulas para elas.

Estudou secretariado, aos 17 anos entrou na faculdade cursando Administração de Empresas com ênfase em Marketing e Finanças, fez pós graduação em Gestão de Negócios e MBA em Gestão de Pessoas.

Na sua jornada profissional, Karina atuou como assistente administrativo, após sendo convidada a coordenar projetos na área de Automação, passando por desafios, aprender sobre o operacional da Fábrica industrial para poder coordenar a produção, tornando-se Gestora Comercial aos 21 anos.

Seu sonho não era casar e ter filhos, porém em 2003 conheceu seu atual esposo, a qual se apaixonou e estão juntos há quase 20 anos.

Em 2006, surgiu uma oportunidade para atuar na TV Globo, na área de operações comerciais, em 2015 vivenciou um momento especial, onde teve seu filho.

Sua carreira continuava a crescer, e Karina por ter valores de contribuição, doar a mais, entrou em um fluxo de trabalho muito forte, sua autocobrança era exagerada, chegou a pensar que não era uma boa mãe, profissional, esposa e com isso foi gerando consequências para sua saúde.

No começo ela não aceitava, apesar dos sintomas, ela continuava a trabalhar incansavelmente, sua mãe percebeu e a convenceu a pedir apoio, descobriu que estava em um nível crítico de Burnout, um distúrbio causado pela exaustão de trabalho.

Karina comenta que foi uma fase muito ruim, não tinha energia e nem disposição para nada, diz que as mulheres tentam ser mulher maravilha, manter em aparências, mas é preciso saber a hora de pedir ajuda.

Ela se recuperou, repensou a forma de trabalhar e após 14 anos de dedicação construindo sua carreira na emissora, se desligou da empresa.

Em 2019 que nós conhecemos, ela se tornou parceira e cliente do INEFEM, logo após sua vida começou a mudar, recebeu um convite do Tutinha Carvalho, presidente da Jovem Pan, para fazer parte da empresa.

Em 2021 se tornou Head de Marketing de projetos comerciais, comenta o quanto é extremamente grata por fazer parte de uma empresa que a reconhece e deu abertura para que ela mostrasse seu potencial, enfatiza que sua liderança é de parceria e não imposição, trata sua equipe como gostaria de ser tratada.

Ela aprendeu a entender seus limites, sabe que a entrega total faz parte de sua essência, porém se sem cobrar, têm discernimento e percebe os exageros que antes não enxergava. Hoje lidar com as dificuldades do dia a dia é apenas um desafio a superar.

A energia que você vibra é a que te retorna, precisamos vencer a vítima interna, parar de querer ser olhada e buscar o reconhecimento no lugar certo.

Hoje ela faz exercícios, terapia, SPA, se prioriza, têm hora na agenda para cuidar de si, se não fizermos isso, jamais a mulher terá tempo.

Ela também é empreendedora, lidera outras pessoas e planeja seu futuro para os próximos 5 e 10 anos, agindo hoje e ensinando outras pessoas através do seu empreendimento, e oferece oportunidades para quem deseja ter independência financeira.

Agradece ao seu marido, que sabe de sua dedicação a apoia, e lembra de ter tempo para as pessoas que ama.

Karina Finaliza: Tenha experiências, se permita errar, se permita acertar, ser feliz e viver.

2 thoughts on “Karina Kruger: crescimento, exaustão e o cuidar de sí mesma

  1. Gratidão pela oportunidade de levar um pouco da minha história a outras grandes mulheres como você Kel. E obrigada ao Correio Paulista em conceder esse espaço tão importante para a sociedade feminina.

  2. Karina é um exemplo de mulher, profissional, mãe, vaidosa e linda. Uma guerreira que orgulha muito a família

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *