Vivi Oda se aprimora com ucraniana para o Mundial da Rússia

Principal nome da alta performance individual de Osasco, Viviane Oda Miranda vem do Pan-americano de Ginástica Rítmica com a seleção brasileira e de um treinamento extremo com uma ucraniana supercampeã. A performance da menina no Pan é mais uma prova da capacidade dela. Vivi competiu nos aparelhos Fita e Bola, foi mal no primeiro e não se classificou, no segundo fez o suficiente para avançar à final e onde, ainda com erros, conseguiu avançar até o 6º lugar.
De volta para casa, o planejamento árduo não tem pausa porque em julho tem o Mundial de Moscou.
Nome consagrado da ginástica rítmica, a ucraniana Olena Vitrychenko, 42, é uma colecionadora de medalhas. Supercampeã com técnicas que são bases das principais escolas do mundo, brilhou na ginástica a partir de 1986 e desde então conta dezenas de pódios de Grand Prix, Mundiais e também olímpico – além de vários títulos europeus.
E foi com essa fonte de conhecimento que Vivi treinou logo após o Pan de Monterrey. Ela e a professora Carol sugaram tudo e mais um pouco de Vitry e por um objetivo elementar que é o Mundial.
Vivi tem que se superar muito mais em Moscou e, por conta disso, os trabalhos com a ucraniana foram intensos e extremos. Agora de volta para casa, a técnica Carol traz esse reforço na bagagem e Vivi encara a sobrecarga com motivação – ela tem muito o que treinar e para isso são oito horas por dia, todos os dias e sem fins de semana ou feriados. O Mundial de Moscou será de 19 a 21 de julho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here