Mistério envolve morte de motorista de Uber em Carapicuíba

Fonte: R7

A morte do motorista de Rafael Campos Correia, de 26 anos, atingido por um tiro na nuca ao deixar uma passageira no Parque Jandaia, em Carapicuíba, na quinta-feira da semana passada, mobilizou familiares do jovem para desvendar quem o teria matado e qual seria o motivo.

Um boletim de ocorrência policial foi registrado no 1º DP (Carapicuíba). O documento tem informações de policiais militares que atenderam a ocorrência e da última passageira da vítima.

A mulher contou à polícia que entrou no carro e pediu que Rafael fosse até a Rua Piedade, na mesma cidade. Porém, quando o veículo chegou ao local, Rafael teria visto um homem em atitude suspeita e, por segurança, deu a volta no quarteirão.

O motorista retornou ao endereço da passageira e a deixou. Neste momento o suspeito teria voltado e gritado “É você, é você”. Em seguida, o homem — que aparentava ser magro e utilizava um capuz preto — atirou na direção do motorista. Desesperada, a passageira teria corrido para dentro da sua residência e chamado a polícia.

Familiares pedem ajuda

Preocupados com o desaparecimento de Rafael, que era morador da comunidade São Remo, na zona oeste da capital paulista, parentes haviam registrado um boletim de ocorrência no 93º DP (Jaguaré), que atende à região.

Segundo informações passadas à Record TV por uma amiga da família, o rapaz havia saído na noite anterior ao crime para trabalhar e não tinha retornado para casa. Tal atitude motivou os parentes a procurar a polícia.

Investigação

O homicídio de Rafael Campos Correia será apurado pelo 2º DP (Carapicuíba), onde um inquérito já foi instaurado para apurar o caso. Entretanto, a delegacia não divulgou detalhes da investigação.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here