Mulher morre após agressão de companheiro em Osasco

Capa Cidades

Uma mulher morreu após ser agredida pelo companheiro em Presidente Altino, em Osasco, na Grande São Paulo. Débora dos Santos Teixeira, de 35 anos, teve um AVC (Acidente Vascular Cerebral) isquêmico extenso, além de enfisema cervical.

Daniela dos Santos Teixeira, de 40 anos, irmã da vítima, compareceu à delegacia e informou a morte da irmã. Segundo ela, na terça-feira (5), Débora foi levada por uma amiga chamada Marlei e pelo companheiro da vítima para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Conceição, também em Osasco.

A irmã disse que Marlei contou que o casal brigou a noite toda em casa, na rua das Bananeiras, em Osasco, e que o homem agrediu a vítima.

Marlei ainda revelou que foi chamada pela vizinhança e ajudou a vítima a ir ao banheiro, aparentando paralisia facial em um dos lados, falando coisas desconexas e com o corpo mole, mas não aparentava nenhum tipo de lesão externa.

Após permanecer três dias aguardando vaga no Hospital Regional de Osasco, a vítima foi levada para a unidade hospitalar na sexta-feira (8) já com parada cardiorrespiratória. Foi realizado procedimento de ressuscitação cardiopulmonar por cerca de 20 minutos, com sucesso no primeiro atendimento.

Foram identificados vários hematomas pelo corpo e escoriações na região cervical direita. Após exame de tomografia computadorizada, foi constatado acidente vascular cerebral isquêmico extenso, além de pneumomediastino, pneumotórax e pneumoperitônio e enfisema cervical.

A vítima não resistiu e o AVC evoluiu para morte encefálica. Nesta quarta-feira (13), às 7h35, a vítima sofreu uma parada cardíaca.

O corpo de Débora será sepultado na tarde desta quinta-feira (14) no Cemitério da Vila Formosa, na zona leste de São Paulo.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública informou que o caso foi registrado como óbito no 9º Distrito Policial de Osasco e encaminhado ao 2º DP da cidade, que prossegue com as investigações. Foi solicitado exame necroscópico, “que será analisado pela autoridade policial tão logo for finalizado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *