Novinhas de Barueri: média de idade é quase sub 20 e elas querem ousar contra os grandes da Superliga de Vôlei

Capa Colunistas Esportes Márcio Silvio

Não é exagero destacar o charme das novinhas do São Paulo Barueri na Superliga. Claro que elas não são isoladas no nacional que tem outras meninas na faixa; mas chamam atenção a partir da camisa que vestem e do comando técnico – o vôlei do tricolor tem à frente o tricampeão José Roberto Guimarães.

Pronto, justifica-se todo holofote sobre essas meninas que partem na alegria contra camisas tradicionais e gigantes do vôlei. No mais, o São Paulo tem na curta história o título paulista 2019. Portanto, já tem todo respeito.

Certo, elas são novinhas mas também são talentos que José Roberto vai forjando e que, depois de Tóquio 21, poderão estar entre as cotadas para a olimpíada de Paris. E sabe qual a média de idade do São Paulo Barueri que estreou com 3 a 0 no Fluminense na terça passada? José Roberto Guimarães trabalha com um elenco com média de 21 anos. Isso mesmo, quase categoria sub 20.

As tias do grupo são a líbero Dani Terra com 26 e a ponta Maira com 25 anos. Claro, são duas bem jovens e colocadas aqui como indicadoras da baixa média de idade do time num torneio forte como a Superliga – Dani Terra e Maira numa ponta, na outra a levantadora Duda que é a caçulinha com 17 anos.

Outro destaque dessa equipe de molecada é a altura. Sim, Barueri tem uma rede alta e que promete ousar contra os grandes – são cinco novinhas além do 1,90 metros. E para fechar: depois dos 3 a 0 no Flu com 25 a 13, 25 a 19 e 25 a 23 (a capitã Maira foi eleita a melhor do jogo e com 12 pontos), as novinhas seguem fora na 2ª rodada – estão no Paraná onde enfrentam São José dos Pinhais, às 17h no Ginásio Municipal Ney Braga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *