Osasco campeão: essas princesas reinam no Estadual de Ginástica Rítmica

Capa Esportes Márcio Silvio

A ginástica rítmica de Osasco disputou o primeiro campeonato presencial da Federação Paulista em Campinas no último fim de semana. Foram seis atletas na categoria Juvenil 1 e o saldo crava cinco ouros, duas pratas, cinco bronzes mais o título geral por equipe. Trabalho das técnicas Maria da Conceição e Beatriz Adão nessa participação após longo período de torneios virtuais. Entre as medalhistas, destaque para Laurinha Gamboa, campeã nas categorias Arco e Fita, mais o título Geral Sub 13 e os bronzes nas categorias Bola e Maças.

Outra terrível é Clarinha, Maria Clara Amaral e campeã no Geral Sub 15, mais a prata com Maças – tem ainda a campeã Bia Cicarelli, também nas Maças. O pódio de Osasco segue com a prata de Maria Eduarda Castro na Bola e o bronze de Dudinha no Geral Sub 13.

Sobre Laurinha, em período escolar são cinco horas diárias de treino. “Agora que estou em férias são oito horas por dia”, conta a menina, sob tietagem dos pais Robson e Ana Cláudia. E quando não está treinando? Ela diz que curte filmes e séries por celular e que tem como inspiração as ginastas do Leste Europeu. “Uma que me chama atenção é Анастасия Максимовна Салос….”. Calma aí que Laurinha traduz do russo: é Anastasiia Maksimovna Salos, 19 anos e entre as melhores do mundo – natural de Barnal na Rússia, ela representa a Bielorrúsia onde vive.

E Clarinha? No Paulista em Campinas ela esbanjou. Treina de cinco a seis horas por dia e quando chega em casa, os pais Eduardo e Giovana vão na calmaria para tirá-la do modo On. Sim, a menina demora para desligar a chavinha da ginástica. “No tempo livre eu gosto de assistir séries”, diz resumidamente. Mas outra diversão é ir para a cozinha fazer biscoitos – Clarinha não fala da receita mas garante que também é ouro no fogão.

Outro lance sobre essa menina de 14 aninhos – gosta de vinil. Ela informa aos fãs que curte garimpar discos antigos. E voltando ao que mais vive, a ginástica rítmica, diz que segue Bárbara Domingos, curitibana expoente da seleção brasileira com três ouros e duas pratas no recente Pan-americano do Rio. E agora, momento de detalhar a delegação no Campeonato Estadual em Campinas onde Osasco foi campeã por equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *