Saúde para todos

Colunistas Nilson Martins

Nesta semana o prefeito de Osasco Rogério Lins (Podemos), esteve reunido com jornalistas em um hotel da cidade. A entrevista serviu para esclarecer sobre diversos programas de governo caso seja reeleito. Para ele a prioridade continuará sendo a pasta Saúde. “Será meu maior desafio”, disse o prefeito que afirmou ser o Plano de Governo ousado e inovador para a saúde pública de Osasco.

Um novo calçadão

Outro destaque foi a radical mudança no Calçadão Antonio Agú, que terá cobertura de integral de ponta a ponta. Uma grande obra que ele denominou como polo “high Tech”. “Vai gerar mais de dois mil novos empregos diretos”, disse. Um novo sistema de drenagem evitará para sempre as enchentes no Centro. Sobre o novo Calçadão a obra já está sendo iniciada e deverá ser entregue em 2021.

Democrata Cristão migra apoio

Em cerimônia realizada na sede do partido Democracia Cristã (DC), o candidato a prefeito Emidio de Souza (PT) foi recepcionado pelo presidente nacional da sigla José Maria Eymael. A oportunidade serviu para declarar apoio do Democrata Cristão ao candidato do Partido dos Trabalhadores na cidade de Osasco. “Estamos repetindo 2004, quando o então PSDC, hoje DC, cerrou as fileiras com aquele que viria a ser o mais realizador de todos os prefeitos dessa cidade. Uma campanha vitoriosa e, hoje, com o mesmo cenário, renovamos todo nosso apoio a Emídio, o próximo prefeito de Osasco”, garantiu Eymael.

Gaspar ficou no sonho

Na realidade o DC era o partido do então candidato Dr. Gaspar. Sem apoio e praticamente só na empreitada eleitoral, o médico abdicou da candidatura para prefeito. Até tentou ser o vice na chapa de outro médico; Dr. Lindoso mas, que optou no último instante por um coronel da Polícia Militar. Insatisfeito, Gaspar preferiu abandonar a campanha reclamando a falta de apoio financeiro afirmando, ainda, que iria se dedicar à candidatura da filha; ex-vereadora Karen (MDB).

Quase barrados

Dos seis candidatos para prefeito de Osasco, apenas quatro estão habilitados para a campanha: Dr. Lindoso (Republicanos), Emidio de Souza (PT), Rogério Lins (Podemos) e Simony dos Anjos (PSOL). Reinaldo Mota (PRTB) e Marcos Dateninha (Solidariedade) ainda consta como indeferido com recurso. Nas palavras de ambos, eles acreditam que o problema será resolvido. Já nas candidaturas para vereador, a lista de indeferidos é imensa.

Muito pouco

Dos 743 candidatos cadastrados no TRE/SP para vereador em Osasco, a utilização das redes sociais; o principal meio autorizado para a campanha com total liberdade de apresentação, são poucos os que aparecem mostrando o famoso santinho, fazendo “lives” ou chamando atenção sobre como será seu trabalho caso seja eleito. Uma campanha totalmente diferenciada das anteriores com pandemia e mais restrições com poucos meios para aparecer. Restou distribuição de santinhos, adesivos em carros, placas em residências com tamanho específico, visitas, reuniões e feiras-livres. Comícios, passeatas e carreatas também estão autorizados.

Furlan lidera em Barueri

Pesquisa estimulada mostra que o prefeito Rubens Furlan (PSDB) tem 70,2% de preferência. Os demais candidatos: Baltasar Rosa – PT (2,9%); Capitão Ataliba – Podemos (1,5%); Reinaldo Monteiro – PROS (1,5%); professor Balde – PSOL (1,3%); Mari Tavelli -PSB (1,3%) e Júlio Leal PMN (0,8%). Brancos, nulos e indecisos 20,50%, 13,1% não souberam ou não quiseram responder e 7,4% pretendem votar branco ou nulo. A pesquisa do Instituto Statsol foi encomendada pelo jornal Diário da Região – protocolada junto à Justiça Eleitoral sob número SP 04215/2020.

Na espontânea com longa margem

Na pesquisa espontânea (sem o disco com os nomes) o prefeito Rubens Furlan cai mas, ainda consegue manter a vitória no primeiro turno com 54,58%. Em seguida: Reinaldo Monteiro, Julio Leal e Mari Tavelli estão com 0,33%. Já Robertinho, José Bahiano, Baltasar Rosa, Professor Balde, e Capitão Ataliba – com 0,17%. Brancos e nulos 43,5%. Foram entrevistadas 600 pessoas nos dias 17 e 18 de outubro.

Ex-prefeito impugnado

Em Santana de Parnaíba o candidato a prefeito Silvinho Peccioli (PSD) foi barrado pela Justiça Eleitoral e consta como candidatura impugnada. Peccioli foi prefeito na cidade em duas oportunidades. Na segunda com aprovação de 92% da população quando quatro anos após perdia a reeleição para o atual deputado Cezar Marmo (PSDB), pai de Elvis Cezar atual prefeito na cidade. Na região mais três candidaturas em busca do executivo municipal estão indeferidas: Cowboy Ney (Solidariedade) – Itapevi; Professora Vera Lucia (PMB) – Jandira e Claudinei Sampaio (PCO) – Cotia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *