Canteiro central

Da Avenida dos Autonomistas há algum tempo, para evitar acidentes com pedestres, inclusive com mortes ocorridas, recebeu nos espaços abertos, grades impedindo a passagem de pessoas de um lado da avenida para o outro. Uma decisão certa. Mas neste canteiro, talvez pela ação de alguns espertinhos para facilitar a passagem, as grades foram retiradas. Um alerta ao setor competente da prefeitura.

Momento de fé
Para muitas pessoas que estiveram no último dia 3, participando da Missa das 19h na Catedral de Santo Antonio em Osasco, um fato chamou a atenção, o prefeito Rogério Lins em companhia de sua esposa Aline Lins e sem a assessoria e segurança costumeiras, discretamente, sentou nos últimos bancos, onde rezou e acompanhou o ato religioso, uma atitude muito bonita, nunca visto com prefeitos anteriores. No final da Missa, Lins se ajoelhou aos pés de uma Santa de sua devoção, fez suas orações e provavelmente alguns agradecimentos e pedidos, um deve ter sido especial, uma luz para a tomada de medidas visando a melhoria no setor da Saúde da prefeitura.

Isto é Brasil
Na rede social encontra-se essa preciosidade, “vendo um barraco no Jaguaribe, proximidade do campo da avenida Flora, local ainda não está legalizado, porém foi invadido há quase 4 anos, algumas pessoas já construíram de alvenaria”, inclusive com divulgação de valor e número do telefone para informações.

Utopia?
Se a maioria dos prefeitos, vereadores, deputados, senadores, governadores e presidente de nosso país desempenharem suas funções com um só objetivo, o de promover o bem comum da população, em pouco tempo teremos a pátria sonhada por todos nós, desenvolvida e com justiça social.

Curiosidade
Num levantamento feito entre os atuais vinte e um (21) vereadores de Osasco, já que há nas sessões muitas matérias, pronunciamentos e moções ligadas a determinadas religiões ou igrejas, apuramos que nove (9) deles dizem ser católicos, nove (9) evangélicos e três (3) por outras definições.

Ordem na casa

Munícipe reclama e pede a ação do Demutran com relação aos carros que estacionam nos dois lados da Avenida Novo Osasco, inclusive sobre as calçadas, nos dias quando há culto na Igreja Avivamento da Fé e mais, no término do culto, o trânsito na avenida é paralisado para a saída dos veículos do estacionamento da igreja.

Alô Cultura
Leitora do CP relata: “ a secretaria de Cultura de Osasco poderia incentivar, as academias do município que precisam utilizar os teatros para suas apresentações. Cobram caro para usar os espaços melhores, como o Glória Giglio. O único mais em conta é o teatro Nivaldo Santana, porém com uma estrutura péssima. Em dezembro último apresentamos um musical e o teatro não tinha ventilador, cadeiras quebradas, sem som, entre outros problemas. Foi preciso gastar para se fazer alguns consertos e adaptações, que deveria ser de responsabilidade da prefeitura, já que cobra o uso. Em março vamos utilizar o mesmo teatro, pois os outros são caros demais. Se é um espaço público, deveria ser mais acessível”

SOS Praça
Munícipes pedem a atuação do setor competente da prefeitura de Osasco, na capinagem e reparos na Praça 31 de Março, inclusive no totem onde consta o nome da tradicional praça da Avenida dos Autonomistas, popularmente conhecida como Praça das Bandeiras.

Bicudos

Integrantes do PSDB de Osasco, inclusive vereadores, não estão se entendendo com o vereador da mesma agremiação Dr. Lindoso, após o mesmo pedir a desfiliação de José Carlos Vido, ex-secretário de Saúde de Osasco e atual chefe de gabinete do prefeito Rogério Lins, do partido e por razões partidárias. O pedido não foi aceito, Lindoso não se sente prestigiado pela executiva municipal e há notícias que, na primeira oportunidade, voará do ninho tucano para os braços do PSL do presidente Jair Bolsonaro. Será verdade ou apenas uma intriga da oposição?

Morosidade
A cidadã Monica Santos de Araújo Carneiro, moradora de Osasco há 20 anos, residindo hoje no Jardim Mutinga e anteriormente no Rochdale, esteve na redação e reclamou que num dia da semana passada, sentindo dor no peito e com sintomas de infarto, deu entrada na UPA Centro às 16h24 e foi atendida às 22 horas. Teve alta às 2 horas da madrugada. O problema segundo ela, é que não havia médico/clínico geral e a demora no atendimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here