Coronavírus e o medo excessivo: como lidar?

Na matéria da semana passada falamos sobre o que é a ansiedade coletiva, e atualmente estamos vivendo mais um surto dessa ansiedade, o que pode nos gerar grandes consequências emocionais.

O medo, a preocupação e a ansiedade que o coronavírus tem nos gerado é natural, pois são sentimentos e pensamentos que não conseguimos controlar, esse medo se tornar algo para prestar atenção conforme o seu sofrimento e privações passam a existir, por exemplo:

  • Começar a faltar no trabalho, escola e demais encontros sociais importantes por medo de pegar o vírus (lembrando que aqui no Brasil ainda não tivemos direcionamento para a quarentena, caso o Ministério da Saúde venha nos pedir esse tipo de ação, aí sim deveremos agir dessa forma);
  • Toda hora lavar a mão de forma que comece prejudicar o seu tempo e descamar sua pele;
  • Perceber que começou ter dificuldade de concentração e não consegue mais pensar em outra coisa.

Então, como começar controlar esse medo e ansiedade?

  1. Esteja consciente dos reais sintomas;
  2. Entenda realmente o que é o coronavírus e se atenha aos fatos;
  3. Quando der um espirro qualquer, ou uma tosse, antes de entrar em pânico se questione: Com qual frequência estou tendo esses sintomas? Eu tive contato com alguém que está com a doença? Estou em situação de risco;
  4. Olhe sobre outra perspectiva, não podemos desconsiderar a importância e cuidado do vírus, mas atualmente a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que entre 3 milhões e 5 milhões de pessoas adoecem gravemente por gripe em todo mundo, levando entre 250 mil e 500 mil mortes. Olhando para esses números, podemos perceber que estamos em um surto de ansiedade coletiva, e ignoramos por exemplo a gripe tida como normal.
  5. Lembre-se que tem equipes no mundo inteiro estudando e trabalhando para que exista o controle, prevenção e redução do vírus.
  6. Cuide de você mesmo, tendo atenção as orientações de prevenção do Ministério da Saúde
  7. Foque sua atenção apenas naquilo que está em suas mãos, no que você pode controlar

Espero ter ajudado com essas estratégias para o controle da ansiedade, e precisando de apoio é só deixar aqui nos comentários.

Abraços e até a próxima semana!

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here