“O amor da cidade pelo meu pai é que alimenta minha esperança de continuar na política”, afirma Ana Paula Rossi

Capa Política

Ana Paula Rossi foi vereadora de 2009 a 2012, depois de 2017 a 2020, ela também participou de uma eleição como candidata a vice-prefeita, foi secretária de Assistência Social de Osasco por duas vezes e secretária de Educação . “Hoje estou mais experiente, eu mantenho minha essência. Eu tinha uma expectativa muito maior de realizar, hoje eu sei as dificuldades para conseguir realizar as minhas ideias, a política é para servir, estou aqui para isso, fico muito feliz quando as pessoas vão ao meu gabinete para agradecer, é muito gratificante quando você consegue ajudar as pessoas”, comenta a candidata a vereadora pelo PL.

Nos primeiros dois anos da administração Rogério Lins, Ana Paula era titular na secretaria de Educação, desde então a nota do IDEB melhora a cada ano e atualmente é a melhor da história. “Isso é pela qualidade das pessoas que temos na secretaria de Educação. Nós focamos em cursos, capacitação e na parte pedagógica, isso não aparece para o grande público, mas dá resultado no aprendizado das nossas crianças, eu fiquei surpresa com a nota, pois quando assumimos havia um déficit de 1700 professores em sala de aula. Eu contei com a colaboração de todos os profissionais da Educação. Tivemos muito trabalho, mas conseguimos colocar a casa em ordem. Usamos muito o diálogo e respeito com as pessoas. Os nossos profissionais são muito apaixonados pelo que fazem.”

Em seu mandato, Ana Paula Rossi é autora do Projeto Guardiã Maria da Penha, ela também conseguiu para Osasco, duas viaturas para a GCM, uma para ronda escolar e outra atender mulheres vítimas de violência. “Eu venho acompanhando de perto o uso dessa viatura Guardiã Maria da Penha, e quando ela passa por alguns bairros, muitas mulheres pedem ajuda aos GCMs que estão na viatura”, comenta Ana Paula. Ela também disse que já está com um projeto para implantação de uma Casa de Passagem na cidade, o local serviria para mulheres vitimas de violência possam ficar enquanto encontram outro lugar para se acomodar.

Osasco tem atualmente cerca de 700 mil pessoas, mais da metade dessa população é feminina e a maioria de eleitoras também, mas na Câmara Municipal de 21 vereadores apenas 3 são mulheres, Ana Paula Rossi que também é presidente municipal do PR acredita que essa representatividade minúscula na casa de leis osasquense é uma questão de cultura. “Quando fui vereadora na primeira vez, era só eu, as mudanças culturais são lentas, nós montamos uma chapa com mulheres guerreiras, não estão cumprindo apenas uma cota da legislação, elas querem ir para a Câmara. E mulher sabe como lidar com várias situações, elas cuidam de casa, do trabalho, são guerreiras.”

Foto: Eduardo Metroviche

Num momento que a política virou um ringue onde cada um tem sua opinião e muitos para defender tal opinião brigam em redes sociais, em grupos de amigos e até questionam os candidatos nas ruas de maneira agressiva, Ana Paula Rossi acredita que o dialogo é a melhor forma para as pessoas conhecerem os candidatos. “Eu paro e converso, o diálogo é a melhor opção, temos que mostrar o que fazemos . A política é o instrumento de mudança, é através da política que mudamos o que não estamos concordando”, comenta a candidata. Ana Paula alerta também que não é candidata a vice, muitas pessoas fazem essa confusão, na verdade sua mãe Ana Maria Rossi é a vice de Rogério Lins. “Isso aconteceu na eleição passada, as pessoas achavam que eu era a vice, perdi muitos votos por causa disso, então quero deixar claro que eu sou candidata a vereadora.”

Para a candidata seu pai ajuda bastante na campanha. “Meu pai tem 80 anos e 48 anos de vida pública e até hoje as pessoas nos param, elogiam meu pai e a gratidão da população com ele é o que alimenta a minha esperança, isso me motiva muito a permanecer na política”, comenta emocionada a candidata. Na eleição deste ano, o ex-prefeito Francisco Rossi está ao lado da candidata em todos os lugares e em todos os momentos. “Eu sou o principal cabo eleitoral da minha filha, estou pedindo voto a voto por ela, o meu sonho é ver minha filha prefeita de Osasco”, comenta o ex-prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *