“O homem tem o tamanho do seu sonho”, Vrejhi Sanazar


O Jornal Diário da Região completou no último dia 19 de fevereiro, 50 anos de existência, uma festa no Teatro Municipal de Osasco reuniu empresários, políticos, grandes nomes da cidade de Osasco para comemorar o jubileu de ouro de um dos mais tradicionais jornais da região oeste do Estado


Vrejhi Sanazar e sua família numa réplica da primeira lombi que distribuía o jornal na cidade

O jornal Diário da Região completou 50 anos de fundação, uma data para se comemorar muito, principalmente num momento difícil no qual os mercados publicitário e gráfico passam. Há de se exaltar a história do Diário e também do seu fundador Vrejhi Sanazar, que nessa longa e difícil caminhada, com conquistas, sofrimentos, sempre manteve seu veículo de comunicação de pé. “A emoção é muito forte, meu sentimento é de gratidão. O homem tem o tamanho dos seus sonhos. Fazer 50 anos de jornalismo ininterruptos, não é tarefa fácil, são décadas de luta e sacrifício. Ofereço aos meus filhos, a perpetuação dos meus sonhos. Jornalismo é alma, é sangue, é doação, é oxigênio, ética, é caráter, é dignidade e muita disciplina. Sem determinação e cabeça erguida, não se chega a lugar nenhum”. O primeiro número do Diário da Região, levava o nome Municípios em Marcha, chegou às ruas da cidade no dia 19 de fevereiro de 1969 e desde então o jornal nunca parou de circular. “Os nossos primeiros 50 anos de jornalismo foram de aprendizado. Continuamos focas, eternos aprendizes, ninguém nesses 50 anos ousou em destruir esse nosso determinismos. Nosso jornal é testemunha ocular da história, são 50 anos de capítulos ininterruptos, sempre a serviço da coletividade, do bem comum e da democracia. Vivo uma das noites mais importantes da minha vida profissional. Nascido nessa cidade há 74 anos, fui vereador e milito há 50 anos na vida jornalística, sempre lutei pelo bem comum da nossa terra. Minha razão de viver é o jornal, minha família e meus amigos, ninguém consegue fazer nada sozinho.”

O prefeito Rogério Lins e sua esposa prestigiaram o evento

O Prefeito de Osasco Rogério Lins destacou a importância do Diário da Região e da família Sanazar para o Município, destacando ainda a imparcialidade que o veículo sempre teve ao retratar os fatos locais e regionais. “Vrejhi é bom pai, bom amigo e, bom comunicador. A principal característica dele é ser um apaixonado por Osasco, que não mede esforços para fazer com que cidade continue se desenvolvendo e progredindo”.
Sebastião Bognar também destacou as qualidades de Vrejhi e da família Sanazar: “Estamos celebrando 50 anos de fundação do Diário da Região. Uma história que começou com dois imigrantes da distante Armênia, sem entender língua, costumes, mas que vieram com a vontade de lutar no coração e aqui constituíram uma grande família que colaborou e participou de todo os momentos da história dessa cidade”. O Vereador Jair Assaf (PROS) enfatizou o papel do Diário da Região e de seu fundador na história de Osasco e na imprensa regional. “A imprensa é a luz da liberdade. Que você (Vrejhi) tenha muitos e muitos anos de vida. Que complete, se possível, mais 50 anos bem informando a nossa cidade”.

O deputado Emidio de Souza e o empresário
O ex-prefeito de Osasco Jorge Lapas e Vrejhi

O filho de Vrejhi Sanazar exaltou a força do Diário da Região como jornal impresso. “O jornal impresso está acabando, isso foi dito há 23 anos, quando o portal UOL foi lançado, não acabou, a mídia impressa ainda é insubstituível, nós temos a credibilidade que a mídia digital não consegue alcançar. Mudanças na mídia impressa estão acontecendo, isso é fato.”
Num discurso emocionado Marcelo exaltou as qualidades de seu pai. “Meu pai é a pessoa mais teimosa que eu conheço, mas também é muito democrático, ser empresário sempre ficou em segundo pano para ele, o mais importante era fazer jornalismo, política e relacionamento, nada mais do que isso, a coisa tem que acontecer não importa como, parabéns pai pela sua insistência e pela sua dose de loucura.”

A vice Prefeita Ana Maria, Vrejhi, Francisco Rossi e Marcelo Sanazar
Vrejhi e a sua equipe: Érica, Juliana, Ray Conniff (sósia), Graciela, Simone, Eliane, Júlio, Marcelo e Maranhão

Quem é Vhreji Sanazar

Osasquense do bairro de Presidente Altino, fez estudos primários e secundários no Externato José Bonifácio, Ginásio Estadual de Presidente Altino, Ginásio Godofredo Furtado. Colégio Alfredo Bresser, ambos de Pinheiros, Colégio Alfredo Pucca, da Capital, e Colégio Fernão Dias Paes, de Osasco. A formação do seu caráter teve início no escotismo, como integrante do Grupo de Escoteiros de Presidente Altino.

Aos 10 anos de idade, já frequentava as concorridas galerias da Câmara Municipal de São Paulo, onde seu irmão Hirant representava, como vereador, o então 14º Subdistrito da Capital. É jornalista profissional desde 1969 e advogado formado pelas Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), em 1973. Aos 24 anos de idade, fundou o jornal Municípios em Marcha, depois transformado em O Diário de Osasco e, posteriormente em Diário da Região.

Foi eleito vereador em Osasco, na legislatura de 1973 a 1877, ocupando a 3ª secretaria da Mesa Diretora, líder de bancada, relator e, depois, presidente da Comissão de Justiça e Redação. Sua atuação baseou-se na prestação de vários projetos de interesse da coletividade. Entre outras conquistas, numa época em que o trânsito local agonizava por falta de acesso à Capital, lutou e conquistou o primeiro acesso à Castelo Branco, precisamente no bairro de Presidente Altino, atrás da Avenida Henry Ford.

Foi presidente da Corporação Musical Santo Antônio por oito anos. Foi diretor da Associação dos Jornais do Interior do Estado de São Paulo – Adjori. Foi cabo do Exército, onde acentuou seu caráter cívico-patriótico no 2º GCan – em Quitaúna. Em 1965, na condição de comandante da Juventude Cívica de Osasco (Juco), ministrava aulas de civismo e de ordem unidade. Na juventude, além de ceder o espaço físico nas dependências do então jornal Municípios em Marcha, no bairro de Presidente Altino, ministrava aulas como voluntário aos alunos adultos do Movimento Brasileiro de Alfabetização (Mobral).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here