Quando doer, faça melhor…

Colunistas Talita Andrade

Suas marcas, te enfraquecem ou fortalecem?

As cicatrizes, mágoas, histórias tristes e traumas escondidos, não são uma forma de castigo. TODOS temos algo ruim para carregar na vida.


Algumas pessoas são corrompidas quando criança, outras depois de adultos. Nem sempre é possível evitar os riscos de marcas. É a vida…

O acidente que deixou sequelas, o abuso que te roubou a inocência, a pobreza que te tomou a infância, as agressões presenciadas que te tirou a confiança, o mau exemplo que te levou a honestidade. Os exemplos são diversos.

Seja qual for o seu passado ou presente, seja qual for a sua bagagem obscura, ela não significa sua condenação.

Se lamentar, se culpar, se punir… ser dominado pelas lembranças, pelo julgamento, pela dor. Usar isso como desculpa, para não lutar, não evoluir ou superar. Se vitimizar pelo azar, pela fraqueza e injustiça. Se rebelar, deixando o ódio apodrecer tudo aquilo que você toca. Tudo isso vai fazer sua vida ser amarga e difícil, além de, em muitos casos, o ciclo ser progressivo em ser o causador de sofrimento para novas pessoas.

O melhor é se cuidar, se proteger, praticar o perdão. Lembrar do que passou e agradecer por estar vivo, por ter se salvado. Saber valorizar qualquer minuto de alegria e felicidade, por saber quanto custa os de agonia e tristeza. Tudo isso pode fazer a vida girar para o bem, para a prosperidade, para a felicidade.

Ser feliz é um estado de espírito, não depende de coisas e sim de ótica. Felicidade é ver o copo sempre meio cheio, ver o lado bom, comparado ao ruim. É sentir a liberdade de poder optar por sentir o que faz bem ao invés de aceitar o que faz mal.
Os dias tristes servem para nos ajudar a renovar nossa energia, olhar e consciência. Os dias felizes servem para inspirarmos outras pessoas a criarem coragem para buscarem a cura.

Suas dores, marcas e passado, sempre serão seus. Mas só fazem parte da sua trajetória até a superação. Eles te levam até a superfície, de encontro ao ar. Te mostram sua força e sua vontade de reescrever seu presente e futuro. Elas não definem você, elas só existem para referência daquilo que um dia foi sua fase ruim.

Tire o curativo e deixe secar. Não tem problema quem vai ver, não importa o que vão saber. O mais importante é que você conseguiu!

Continue a nadar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *