Record prepara ataque para desfalcar jornalismo da Globo

Hoje início a minha coluna comentando a nova estratégia da Record TV. A emissora está se preparando para fazer um ataque ao jornalismo da Globo. Em razão disso a Record fez inúmeras reuniões com seus executivos para decidir o caminho que vai seguir.
Depois do repórter da Globo André Azevedo que largou a emissora na mão e foi para a Record em plena transmissão do carnaval deste ano,a emissora de Edir Macedo não para por ai, ela está decidida a desfalcar a concorrente Globo de um dos principais nomes em São Paulo.
A apresentadora mapa-tempo do Jornal Nacional,Maria Júlia Coutinho, que já teve um encontro com executivos da Record e deve receber uma proposta nos próximos dias da emissora. Pelo menos essa é a meta a ser conquistada pela emissora da Barra Funda.
Além de Maju, recentemente elevada á categoria plantonistas do Jornal Nacional, já houve até uma reunião da apresentadora com Antônio Guerreiro, vice presidente de jornalismo da Record TV mas ainda nada foi acertado apenas projetos.
Porém comenta-se na boca da maquiagem que Maju e os titulares do Hora 1, Bom Dia São Paulo e SP 1, receberão propostas tentadoras para trocar a Globo pela Record. A Record quer um nome do primeiro time do jornalismo da Globo para ancorar um jornal no fim de noite.
Essa ideia, sempre esteve em gestação desde o início deste ano, quando Antonio Guerreiro substituiu Douglas Tavolaro, que deixou a Record para fundar a CNN Brasil. Novas contratações estão previstas também para o programa “Domingo Espetacular”.
A emissora pretende renovar o time de apresentadores do dominical. Recentemente repórter Eduardo Ribeiro já foi informado que será o substituto de Paulo Henrique Amorim quando o veterano se aposentar. A Record também sondou os repórteres Pedro Bassan e Philipe Siani ambos da Globo.
A Record sempre pagou altos salários mais que suas concorrentes até cinco anos atrás. Porém atualmente ainda cobre as ofertas mas um pouco menos em decorrência da crise. Para se ter uma base André Azevedo quando estava na Globo ganhava R$ 7 mil hoje na Record ganha R$ 50 mil.
A oportunidade que A Record está oferecendo ao mercado vai além do jornalismo como melhor atrativo para o profissional mudar de emissora é a possibilidade dele ter as portas abertas para programas, entretenimento, que remuneram apresentadores com comissões sobre publicidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here