Vereador fala sobre construção de novos prédios e o impacto no trânsito da cidade

O vereador Ricardo Silva (Republicanos) destacou o Dia da Mobilidade Urbana, comemorado no dia 31, durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Osasco. O parlamentar apresentou moção de apoio, que foi bastante discutida e aprovada pelos vereadores, ressaltando a importância de ações para melhorar a mobilidade urbana na cidade.
Segundo ele, “a mobilidade urbana é uma questão importante em todas as cidades do mundo, e está diretamente ligada ao acesso à cidade e aos serviços públicos, ao meio ambiente e a saúde da população”, disse o vereador que falou ainda sobre a necessidade de refletir, “debater e promover ações para melhorar a mobilidade da cidade de Osasco”.
“Quando os projetos são aprovados, não há preocupação de saber se haverá, na região, creches ou postos de saúde para atender os moradores dos novos prédios, e isso sem falar no impacto no trânsito”, defendeu o vereador.
Ricardo Silva disse que é preciso ter qualidade de vida nas cidades, “pois perde-se muito tempo no trânsito e os trajetos geram momentos de estresses nos horários de pico”. Para isso, o vereador defende que as discussões sobre o tema continuem e assim todos possam pensar em mobilidade urbana baseada na sustentabilidade, trazendo benefícios para a cidade.

1 COMENTÁRIO

  1. Não de discutiu o mais importante: a perda de identidade de Osasco enquanto cidade. Praticamente todas as construções históricas foram demolidas. A não ser um imóvel ou outro particular, não temos quase nada que recorde nosso início como bairro da capital. Entra ano, sai ano, as décadas passam, e esta localidade segue com cara de “cidade-dormitório”, como uma casa varrida por ventos de provação e noite escura. Esses “representantes” nossos parece que não têm olhos para a cidade, parece que a vida deles não se dá aqui, e ficam discutindo os temas no que tem de utilitário. Por exemplo, olhando para os arredores da estação ferroviária, que é certamente o maior ponto de afluência de pessoas diariamente em Osasco, vê-se que ali há um descaso tremendo. É um lugar apertado, insalubre, incardido, decadente aquele entorno. Para compor melhor o espaço com a estrutura grande e arejada da estação ferroviária, uma sugestão muito positiva seria a desapropriação dos dois quarteirões logo em frente a estação, tanto o quarteirão das lojas pernambucanas quanto o do shopping galeria. Em seguida demolir os imóveis. No espaço aberto resultante daria para fazer uma estrutura permanente, penso em um coreto em estilo “falso histórico”, como os entendidos chamam, mas muito belo, digno do verdadeiro Brasil que nossos “representantes” vivem querendo apagar. Daria também para instalar um Crucifixo de Nosso Senhor Jesus (como houve por breve tempo nos anos 70), uma imagem de Nossa Senhora e um relógio. Tudo emoldurado por um paisagismo bem feito, sem esquecer do verde. Voilà. Ficaria um cenário bonito de se ver, duradouro, as próprias pessoas se encarregariam de conservar e manter limpo. E seria um “bem-vindo” caloroso, brasileiro, católico, a quem nos visita para as compras no comércio popular do calçadão. É só nossos representantes abandonarem seus aventais e monogramas do comunismo, que dá para fazer. É só fazer as coisas com as vistas no Brasil real, e não no “mundo melhor” satânico que eles têm em mente. Essa sugestão confio que seria, além disso, um bom emprego de nossos impostos superfaturados. E seria um passo a mais àquele dado com a demolição do Conjunto Nova Grécia, que tirou aqueles cadávares de concreto de uma das portas de nossa cidade. Agora falta tirar aquele excesso de imóveis feiosos e deprimentes barrando outra de nossas portas. Pensem nisso. Nossa Senhora, auxílio dos cristãos, rogai por nós!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here