Vírus encerra Superliga B: Brasília e Itajaí sobem, Bradesco Osasco fica em terceiro

Os clubes decidiram tudo em vídeoconferência com a Confederação Brasileira de Vôlei. Após sete rodadas cumpridas a Superliga B está encerrada por causa do coronavírus. A competição foi paralisada após a 1ª fase no último dia 7 e, por fim, a CBV carimba o encerramento do nacional.
Portanto, a Superliga B não volta após a passagem do vírus no país, tudo já definido e com a confederação confirmando a classificação do momento. A liderança é do Brasília Vôlei e com o Itajaí Vôlei em segundo lugar, as duas equipes qualificadas para a elite da Superliga 2021. O Bradesco Osasco termina na terceira colocação.
Na primeira fase, a equipe do Jardim Cipava iniciou com 3 a 0 no Sport Recife, depois bateu São José dos Pinhais por 3 a 2 e amargaria primeira derrota para o Itajaí, 3 a 1; na quarta rodada meteu 3 a 0 no Chapecó, mesmo placar sobre Franca e, na sexta rodada, a segunda derrota no nacional, 3 a 1 para o Brasília. Fechando a primeira fase, 3 a 0 no Blumenau.
Caso a competição seguisse, nas quartas de final o Bradesco Osasco faria o mata-mata contra Franca. A primeira rodada das quartas foi cancelada por causa do vírus (seria sábado passado, 14), o segundo jogo estava para o dia 20 e, havendo necessidade do terceiro, seria dia 21.
Mas agora a CBV apaga tudo isso e limpa a Superliga B. A temporada 2020 já está cravada como encerrada e com Brasília e Itajaí festejando o acesso à elite.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here