Bem-estar e ter saúde é comer de tudo

Bem provável que já tenha presenciado alguém ao seu redor ou até mesmo já ter seguido uma dieta restritiva num determinado momento da vida, abrindo mão até de alimentos que gostava, porem a busca pelo um corpo magro valia de qualquer esforço mesmo que o seu corpo não estivesse pronto para tal sacrifício e atitudes como essa pode até trazer resultado no inicio, entretanto não de torna duradouro, porque o corpo entende que restrição é uma ameaça. 

 

 Quando se tem restrição total na rotina alimentar sejam por grupos de alimentos como carboidratos, gorduras, açucares o corpo consequentemente tem um déficit calórico reduzido e de inicio o tão almejado emagrecimento acontece, mas por uma questão metabólica e essa falta do alimento o corpo gera novas adaptações e dar início a ponderação de energia com o intuito de não perder mais reservas energéticas armazenando (gorduras) para possíveis emergências, por isso ao retomar hábitos antigos, o reganho de peso acontece. 

É comprovado que 95% das dietas restritivas não é valida e mesmo com indícios negativos, ainda tem quem cai nas propagandas do tipo construa um corpo de verão em “X” dias, além de não ser eficaz é prejudicial, abordagem como essas tendem a diminuir o metabolismo, favorecendo o acumulo de gordura e desregulando o centro do apetite, levando a quadros de ansiedade, aumentado as chances de compulsões e transtornos alimentares. 

Precisamos nos libertar dessa ideia que para ter um corpo perfeito, precisa ter o corpo dos perfis da internet e parar de tentar reproduzir mundo das celebridades dentro de uma rotina normal. 

Estamos na era que é melhor propagar o terrorismo nutricional do que levar a informação apropriada que tudo se deve, desde que tenha moderação e frequências pautadas, presenciamos crianças e adolescentes com ideias distorcidas onde se culpam por ter vontade de consumir um fast food, informações como essas onde a maioria das vezes propagadas por adultos.

Números na balança não são sinalizadores de saúde, saúde é respeitar a sua individualidade, o seu corpo, respeitar o seu tempo e processo, faça as pazes com os alimentos e com o seu corpo e comece aos poucos que o progresso vem e de forma saudável.

Restrição gera ansiedade e essa ansiedade leva ao consumo exagerado, acompanhado por culpa.

 Equilíbrio ainda é o melhor caminho.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here