Bryan de Osasco faz gol do título e é herói do Corinthians

O título do Campeonato Paulista de Futsal Sub 18 entra para a história do Corinthians, campeão em cima do Santos. Pela melhor campanha, a equipe levava vantagem do empate e chegou lá com 3 a 3, final de sábado passado no ginásio da Federação Paulista, Penha.
Toda conquista é histórica, só que essa dificilmente será batida. O Santos precisava do resultado, foi atrás, fez 3 a 2 e mandava no placar até os cinco segundos finais. Repetindo, até os cinco segundos finais.
Mas o Corinthians não desiste e vai na blitz, pressão insana quando tem escanteio, a última chance. O Santos se fecha feito túmulo com um olho no cronômetro e outro no título, o escanteio é cobrado, a defesa rechaça e, então…. A bola é isolada para fora da área, o ala Bryan Nicholas vem pela direita em diagonal e senta o pé, chute poderoso que vai justo no endereço – foi o tempo de a bola entrar e o cronômetro zerar, 3 a 3 e o título é do Corinthians. O ginásio vai ao chão com os corintianos naquela loucura. Afinal, todo mundo viu um gol impossível. Sim, tem aquele congestionamento na área mas o chute de Bryan vai limpo, não pega em ninguém – por isso a torcida vê milagre nisso e grita que o título tem a cara do Corinthians, pura raça. Bryan Nicholas também acha que tem dedo divino aí. E se não for o dedo, cabe o pé, pois o chute dele foi de uma precisão cirúrgica – da entrada da área numa batida de primeira em diagonal,.“Foi isso mesmo, eu vi a bola e não tinha ninguém me marcando. Mas não pensei em nada, fui pro tudo ou nada e arrisquei. Acho que Deus me iluminou nesse lance”, comenta o craque osasquense que é corintiano desde sempre. “Não sou chutador mas arrisquei e fui feliz.”
Bryan tem 18 anos, mora no Santa Maria, região do Jardim Conceição na zona Sul de Osasco. Joga futsal desde os 9 e começou em Osasco, indo depois para a Associação Atlética Banco do Brasil; fez duas temporadas e, então, decidiu calçar chuteiras e arriscar no campo pelo Taboão da Serra.
Valeu a experiência e o moleque volta às quadras, passando por Santos e Palmeiras antes de fechar com o Corinthians no início do ano. Mas Bryan teve um revés aí, lesão no ombro, precisou de cirurgia que o afastaria por todo semestre. A vida de Bryan já é outra após isso, agora famoso e paparicado. Ao ser perguntado sobre descanso com o fim da temporada ele responde que não, nada disso. “Estamos treinando todo dia porque temos o Mundial de Clubes na Espanha. Vamos viajar dia 23 e passarei o Natal no avião”, revela Bryan de Osasco, o herói do Corinthians.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here