Impacto da restrição com visão na mudança do comportamento alimentar

Numa cultura crescente baseada na dieta perfeita e na promoção de perda de peso rápido é cada vez mais frequente presenciarmos pessoas insatisfeitas e inseguras com o seu próprio corpo. Ainda tem quem se seduza por soluções que promete milagres em “X” dias, e é ai que mora a ameaça, o resultado vem na mesma rapidez que se vai. Nesse momento entra naquele ciclo de dietas, essa não funcionou é hora de partir para outra.

Quando a restrição alimentar é autoimposta dificilmente será bem sucedida  e pode influenciar de forma negativa no comportamento alimentar já que o contexto dieta vem com um peso de restrição seja em quantidades de terminados alimentos, trocas que nem sempre é do paladar do indivíduo, jejuns prolongados, pular refeições, trocas de alimentos por diet e ligth. E é intrigante que mesmo com o embasamento que dietas restritivas não funcionam a longo prazo,a obesidade não para de crescer,assim como os transtornos alimentares, sabe-se que dietas são tentativas arruinadas e tem um impacto negativo na vida de quem ingressa nesse universo tanto clinicas, físicas e emocionais.

É fato que vários mecanismos podem explicar as falhas das dietas milagrosas já que impacta diretamente no metabolismo causando alterações fisiológicas e consequentemente entrando naquele típico “efeito sanfona”. É fundamental entender que para ter um emagrecimento com qualidade e de forma  sustentável depende de uma mudança de hábito continuo e consciente , de nada adianta restringir se não é capaz de sustentar um hábito para o resto da vida.

Assim como toda ação tem uma reação a restrição alimentar não é diferente, pois atitudes impensadas ou a busca rápida por emagrecimento tem  impacto de forma agressiva  no comportamento do individuo, dificultando respostas disfuncionais do organismo já que ele tem o papel importante de se adaptar as loucuras que é imposto, uma vez que a privação alimentar dificulta o controle do apetite, mecanismo de saciedade, diminuindo o gasto de energia, aumentando a tendência de uma hipoglicemia, descontrolando toda a estrutura hormonal consequentemente trazendo complicações metabólicas, onde esse emagrecimento torna-se temporário.

Resultados imediatos podem cobrar um preço que dinheiro não paga a “SAÚDE”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here